São Paulo Após achar que tinha 'tumor', jovem dá à luz a menina no litoral de SP

Após achar que tinha 'tumor', jovem dá à luz a menina no litoral de SP

Nathaly Lopes foi informada por médico que poderia ter um mioma no útero. Como ultrassom estava quebrado, diagnóstico oficial nunca foi feito

  • São Paulo | Do R7

Nathaly e sua pequena Elise passam bem

Nathaly e sua pequena Elise passam bem

Reprodução Redes Sociais

Com uma suspeita de "tumor", Nathaly Lopes, de 19 anos, só descobriu que estava grávida pouco tempo antes de dar à luz a uma menina nesta terça-feira (20), em um hospital de São Vicente, no litoral de São Paulo.  A jovem contou a reportagem do R7 que não desconfiou que estava grávida porque sua barriga simplesmente não cresceu. 

Leia também: Ex-sogro de agressor deixa hospital e ajuda a esclarecer feminicídio

No começo do ano, Nathaly sentiu muitas dores no abdômen e parou de menstruar, mas como estava tomando um remédio que tinha alterações no ciclo como efeito colateral descartou uma possível gravidez. "A minha barriga não crescia, ela só ficava muito dura e eu sentia uma forte dor de cólica", conta.

No entanto, com as cólicas intesas a jovem procurou por ajuda. Em fevereiro, Nathaly passou por uma consulta ginecológica e, após um exame, a médica a informou que a dor poderia se tratar de endometriose ou de um mioma (um tumor uterino), mas que o diagnóstico só poderia ser feito com certeza depois de um ultrassom. 

Nathaly foi encaminhada para realizar o exame, mas diz que não conseguiu realizar porque a máquina de ultrassom estava quebrada. Ela ainda conta que na época,  por não ter convênio o exame acabou ficando de lado."Quando consegui fazer o convênio tinha um período de carência", explica.

No final de setembro, Nathaly diz que foi novamente ao pronto-socorro e ali lhe informaram que poderia ser algum problema no apêndice mas que, novamente, a máquina de ultrassom não estava funcionando.

Na época, uma enfermeira falou para ela que se ela estivesse grávida a barriga dela estaria enorme, visto que a jovem estava desde fevereiro sem menstruar. "Foi muito descaso. Não posso falar que tive um diagnóstico oficial de mioma, mas o que eles sempre falavam durante os exames e tocando meu abdômen era como se eu estivesse com um problema ginecológico desse". 

Últimas