São Paulo Após assalto, UBS da zona oeste de SP retoma vacinação contra covid

Após assalto, UBS da zona oeste de SP retoma vacinação contra covid

Funcionários de unidade de Pirituba tiveram celulares roubados; imunização foi temporariamente suspensa na terça-feira (31)

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi e Nayara Paiva, da Agência Record

Fachada da UBS de Pirituba, na zona oeste de São Paulo, que sofreu um assalto

Fachada da UBS de Pirituba, na zona oeste de São Paulo, que sofreu um assalto

Reprodução Google Street View

Após sofrer um assalto na terça-feira (31) e ter a vacinação temporariamente interrompida, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Zatt, na zona oeste de São Paulo, retomou a imunização nesta quarta-feira (1º). 

A UBS foi assaltada na terça-feira (31) e teve a vacinação suspensa. A Prefeitura de São Paulo, por meio da Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Norte, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informou que foram levados celulares de funcionários.

A polícia foi acionada e o caso foi registrado no 33º Distrito Policial. Segundo a pasta, não foi registrado o roubo de vacinas contra a covid-19. Um homem, de 31 anos, foi preso em flagrante por roubo, às 15h de terça-feira (31), na Rua São Urbano, Freguesia do Ó, zona norte.

Policiais militares foram acionados para atender uma ocorrência de roubo a uma unidade básica de saúde. Os agentes fizeram buscas pela região e localizaram o suspeitos nas proximidades.

Ao ser abordado, os PMs encontraram um simulacro de arma de fogo e os aparelhos celulares com o suspeito. Segundo a polícia, o homem confessou o crime. A polícia informou ainda que foi constatado que o mesmo era procurado da Justiça.

As vítimas compareceram à delegacia e reconheceram o suspeito. Os celulares foram restituídos. O caso foi registrado pelo 33º DP.

Últimas