São Paulo Após ataques, prefeitura de Mococa diz que 'há anos' pede por mais PM

Após ataques, prefeitura de Mococa diz que 'há anos' pede por mais PM

Município enviou ofício ao Governo de SP nesta quarta-feira (7), após grupo fortemente armado atacar três agências bancárias

  • São Paulo | Kaique Dalapola, do R7

Assalto em Mococa

Assalto em Mococa

Reprodução/Twitter

O prefeito de Mococa, Eduardo Barison (PSD), publicou nas redes sociais um ofício enviado pela prefeitura ao Governo de São Paulo dizendo que "há anos" o município pede por adequação no efetivo da Polícia Militar, "que está aquém da real necessidade". A cidade foi alvo de ataque criminoso a agências bancárias no início da madrugada desta quarta-feira (7).

O ofício publicado por Barison diz ainda que "apesar de todos os esforços dos heróicos policiais que realizam um excelente trabalho em prol da segurança da população", Mococa tem menos policiais militares do que precisa. "Como medida complementar, a municipalidade dispõe do convênio que institui a Atividade Delegada, subsidiado com recursos próprios".

Por volta da 1h desta quarta-feira, três agências bancárias foram atacadas por homens fortemente armados. Moradores da região gravaram os momentos de terror no município paulista que fica na divisa com Minas Gerais.

De acordo com a polícia, durante a ação, os criminosos atiraram contra uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e acertou um vridro do local. Os estilhaços atingiram um guarda, que foi socorrido e passa bem. A suspeita é que os alvo dos tiros seria uma delegacia da Polícia Civil que fica ao lado.

Conforme as apurações iniciais, não houve confronto entre o grupo criminoso e a polícia. Após a ação, os homens teriam fugido por Igaraí, distrito de Mococa, em direção ao sul de Minas. Não há informações sobre valores levados pelo grupo.

Procurada pela reportagem, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) disse que "até o momento, cinco veículos utilizados pelo grupo foram apreendidos entre os municípios de Mococa e Igaraí e em Minais Gerais".

Ainda de acordo com a pasta, as investigações dos bancos Santander e Mercantil serão conduzidas pelo DP de Mococa com apoio da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e Delegacia Seccional de Casa Branca, que fica no município vizinho, enquanto o roubo à Caixa Econômica Federal ficará a cargo da Polícia Federal.

A secretaria não respondeu o questionamento sobre o ofício enviado pela Prefeitura de Mococa e o possível pedido antigo por mais policiamento no município.

Últimas