São Paulo Após fortes chuvas, São Paulo ainda tem pontos de alagamentos

Após fortes chuvas, São Paulo ainda tem pontos de alagamentos

Capital chegou a registrar 11 pontos durante a madrugada. O extremo sul e a região central foram as áreas mais atingidas pelas fortes pancadas 

  • São Paulo | Do R7

As zonas sul e central da capital foram as mais atingidas

As zonas sul e central da capital foram as mais atingidas

Roberto Sungi / Futura Press/Folhapress - 25.10.2020

A capital chegou a registrar 11 pontos de alagamentos transitáveis, e várias regiões em estado de atenção até às 3h10, depois das chuvas que atintigiram a cidade de São Paulo na madrugada desta terça-feira (17). Três deles ainda continuam ativos.

Leia também: PF faz operação para combater crimes de corrupção na OAB-SP

As zonas sul e central foram as mais atingidas. Na zona norte, a avenida Elisio Teixeira Leite, no sentido bairro/centro, altura 4119 ainda está tomada pelas águas. 

O sentido Ipiranga/Santana da avenida do Estado, na altura no número 0, no centro da capital, e o viaduto Engenheiro Antonio Moliterno, no sentido bairro/centro na região do Itaim Bibi, também registram pontos de alagamentos. 

Leia também: Ministério Público identifica 'mensalão' na polícia de SP

Nas próximas horas ainda há condição para a ocorrência de chuvas isoladas de curta duração e menor intensidade.

Os maiores volumes de precipitação durante as chuvas foram registrados no extremo sul da capital pelas estações meteorológicas de Parelheiros (38mm), Capela do Socorro (27,2mm) e Engenheiro Marsilac (26,2mm). 

Últimas