São Paulo Após 'refresco', SP pode ter recorde de calor na quinta (1) com 37ºC

Após 'refresco', SP pode ter recorde de calor na quinta (1) com 37ºC

Temperaturas já começam a subir nesta quarta-feira (30). Chegada de frente fria deve amenizar as temperaturas a partir do fim de semana

  • São Paulo | Do R7

Calor forte deve piorar qualidade do ar e diminuir umidade na capital

Calor forte deve piorar qualidade do ar e diminuir umidade na capital

FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO - 10/09/2020

Depois de uma terça-feira nublada e com temperaturas amenas, a cidade de São Paulo pode registrar um novo recorde de calor nesta quinta-feira (1), com máximas de até 37ºC. O aumento brusco na temperatura é consequência da chegada de um sistema de alta pressão atmosférica na região Sudeste e Centro-Oeste. 

Leia mais: Massa de ar seco e quente deve ficar no país até semana que vem

"Esse sistema está associado à uma massa de ar quente e seca, que se instala sobre a região e faz com que as temperaturas subam rapidamente", explica  a meteorologista do Somar Meteorologia, Dóris Palma.

Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da prefeitura de São Paulo, a temperatura começa a subir rapidamente a partir da quarta-feira (30). 

O último dia de setembro começa com poucas nuvens, predomínio de sol e temperatura mínima em torno dos 18°C com máxima que chega facilmente aos 34°C nas horas de maior aquecimento. A umidade do ar volta a declinar significativamente com valores mínimos próximos dos 25%.

Na quinta-feira (1º) já terá a madrugada quente, com termômetros na casa dos 20°C. A temperatura máxima pode atingir os 37°C e estabelecer um novo recorde do ano, até então registrado no dia 27 de setembro com 34,8°C. A umidade do ar continuará baixa, em torno dos 22%.

Ainda de acordo com o CGE, uma nova frente fria de fraca atividade deve passar pelo litoral paulista no final de semana, provocando queda de temperatura e diminuindo a intensidade do calor. 

Últimas