São Paulo Após ser inteiramente grafitado, trem do Metrô de SP é recolhido

Após ser inteiramente grafitado, trem do Metrô de SP é recolhido

Crime foi praticado na madrugada de domingo (2), no pátio Tamanduateí. Autores do grafite ainda não foram identificados

Trem do Metrô de São Paulo amanhece pichado

Trem do Metrô de São Paulo é inteiramente grafitado no domingo (2)

Trem do Metrô de São Paulo é inteiramente grafitado no domingo (2)

Reprodução Drone

Um trem do Metrô de São Paulo amanheceu inteiramente grafitado neste domingo (2), no pátio do Tamanduateí, na Vila Independência, na zona norte da cidade. Após a ocorrência, a composição foi retirada de circulação.

O crime foi praticado na madrugada de domingo e, de imediato, funcionários da companhia registraram um boletim de ocorrência na Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano). Grafitar ou pichar edificação ou monumento urbano é considerado crime ambiental, de acordo com artigo 65 da Lei nº 12.408, de 2011.

Por meio das imagens é possível perceber que os suspeitos escreveram a seguinte frase: "uns contam história, outros fazem história". Além desta, os suspeitos também grafitaram "linha 163" na composição.

Leia mais: Saiba o motivo de tantas panes nos trens e Metrô de São Paulo

Por meio de nota, a companhia informou que a composição vandalizada permanece no pátio para perícia técnica policial. Concluída a perícia, o trem irá passar por um processo de limpeza.

Os autores do crime, que correram risco de morte ao adentrarem na área energizada e de constante passagem de outros trens, não foram identificados até o momento.

Procurada pela reportagem, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que a autoridade policial requisitou perícia e analisa imagens que visam identificar os responsáveis. "Cabe esclarecer que os autores responderão por dano qualificado", finalizou a nota.

    Access log