Atendimento de pacientes vindos de outros estados preocupa São Paulo

Coordenador do Centro de Contingência, David Uip, afirma que já há pressão nos hospitais privados e diz que é necessário investimento federal

Davi Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus

Davi Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus

Divulgação

O atendimento a pacientes de outros estados é uma preocupação entre as autoridades de saúde de São Paulo. “Já há uma pressão dos hospitais privados, um número muito grande de internações de pacientes oriundos de outros estados”, afirmou o infectologista Davi Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, nesta quarta-feira (6).

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Uip afirmou que é preciso que haja investimento do governo federal para a realização deste atendimento. “Precisa vir o paciente e o recurso, senão fica desigual”, afirmou. São Paulo não pode simplesmente financiar. Tem que atender, como sempre atendeu, mas é preciso ajuda do governo federal.”

Na terça-feira (5), Uip já havia mencionado a dificuldade de atendimento de pacientes provenientes de cidades que fazem divisa com o estado de São Paulo. “Nós teremos problemas sérios de assistência em um espaço não superior a um mês”, declarou durante coletiva técnica da saúde. A situação pode ser intensificada levando em conta a adesão abaixo de 50% de isolamento social no estado. A taxa é o mínimo de isolamento definido pelo governo para que o sistema de saúde paulista tenha capacidade de atender pacientes com covid-19.