São Paulo Ato contra a fome em São Paulo pede R$ 600 de auxílio emergencial

Ato contra a fome em São Paulo pede R$ 600 de auxílio emergencial

Cerca de 800 mulheres se reúnem com panelas vazias nas mãos para mostrar que “a cara da fome no Brasil tem gênero”

  • São Paulo | Do R7

Ato começou durante a tarde desta segunda-feira (5)

Ato começou durante a tarde desta segunda-feira (5)

Reprodução/Instagram/@g10favelas

O grupo G10 Favelas realiza nesta segunda-feira (5), em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo (SP), uma manifestação pelo auxílio emergencial de R$ 600 e para chamar atenção da população sobre a fome durante a pandemia de covid-19 no país.

Na avenida Giovanni Gronchi, na capital paulista, cerca de 800 mulheres se reúnem com panelas vazias nas mãos para mostrar, segundo a organização do ato, que “a cara da fome no Brasil tem gênero: são mulheres chefes de família”. O movimento chamado #PanelasVazias não possui fins partidários.

“Infelizmente, a pandemia está sendo devastadora não apenas em função dos números trágicos de mortes por causa da doença. Enfrentamos agora em 2021 uma situação mais aguda de insegurança alimentar para parcelas consideráveis da população brasileira. A fome se alastrou com força diante dos impactos da crise econômica gerada pela pandemia e está afetando milhões de brasileiros”, comenta Gilson Rodrigues, presidente do G10 Favelas e líder comunitário de Paraisópolis.

Rodrigues comenta que, com R$ 150 de auxílio, a população não consegue manter suas necessidades básicas. “Esse valor só dá para comprar um gás, um pacote de arroz e um feijão”, diz.

O ato conta com apoio e organização dos Presidentes da Rua, movimento criado em Paraisópolis, cujos moradores voluntários cuidam de 50 famílias. A iniciativa já foi adotada em outras cidades do país, e hoje possui mais de 2.700 voluntários em 300 comunidades.

Para encontrar mais informações sobre a manifestação desta segunda e contribuir com a campanha #PanelasVazias, basta acessar este link.

Movimento Panela Cheia

Um outro movimento, o chamado Panela Cheia, de parceria da CUFA, Gerando Falcões e Frente Nacional Antirracista, abriu uma campanha nacional contra a fome. A ação conta com apoio do UniãoSP e cooperação da UNESCO.

O objetivo da campanha é a arrecadação de 2 milhões de cestas básicas para distribuir em comunidades de todo o país.

Para colaborar, basta acessar este link.

Últimas