Novo Coronavírus

São Paulo Bailes funk se espalham por SP e ocorrem em diferentes regiões

Bailes funk se espalham por SP e ocorrem em diferentes regiões

Aglomerações de jovens foram registradas neste domingo (18) no Capão Redondo, Americanópolis, Brasilândia e A.E Carvalho

  • São Paulo | Edilson Muniz, Carolina Lopes e Mariana Rosett, da Agência Record

Baile reúne jovens sem máscaras

Baile reúne jovens sem máscaras

Reprodução

Moradores denunciam a realização de diferentes bailes funk na capital paulista neste domingo (18) em meio à pandemia do novo coronavírus.

As festas aconteceram mesmo com 373 mil mortes no Brasil por covid-19, segundo dados do Ministério da Saúde.

Na Vila Capela, em Americanópolis, zona sul da capital, de acordo com o denunciante que não quer ser identificado, as aglomerações são recorrentes. Elas começam por volta das 18h e terminam na madrugada do dia seguinte.

Vídeos gravados na rua João Pedro Ribeiro mostram jovens caminhando sem o uso de máscaras e desrespeitando o distanciamento social. Além disso, é possível ouvir música alta. O morador informa que ninguém consegue dormir na região e que, ao acordar, encontra muita sujeira na rua, além de embalagens de drogas.

Na Brasilândia, zona norte de São Paulo, os bailes funk ocorrem na rua Padre Achilles Silvestre. Segundo o relato de uma moradora da região, que não quis ser identificada, jovens se reúnem todos os finais de semana, principalmente aos domingos, no mesmo endereço.

Eles geram aglomerações, desrespeitam as medidas de contenção da covid-19 e causam incômodo à vizinhança, com som alto e barulho de motos.

Neste domingo, os frequentadores foram vistos consumindo e vendendo bebidas alcoólicas, sem o uso de máscaras e reunidos em torno de carros de som. A moradora ainda contou que há bares e tabacarias irregulares na rua, o que aumenta a concentração de pessoas.

Segundo a 3ª Companhia do 18º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, os chamados para o endereço são frequentes. A PM disse que realizou uma operação preventiva no sábado (17) e enviou viaturas durante o domingo (18).

Em Cidade A.E Carvalho, na zona leste, vídeos que circulam nas redes sociais mostram a realização de baile funk na avenida Ernesto Souza Cruz. Segundo o 39º Batalhão de Polícia Militar, de Itaquera, há uma operação que acontece na região para inibir aglomerações.

Já na região do Capão Redondo, na zona sul, a festa aconteceu na rua Agostinho de Paiva durante a noite deste domingo e madrugada desta segunda-feira (19).

De acordo com a Polícia Militar, pela região há vários pontos espalhados de bailes com jovens que se reúnem todos os finais de semana. Os grupos causam aglomerações e transtornos à vizinhança, além de desrespeitar as medidas de distanciamento. O som alto e os estalos de moto fazem com que os moradores não consigam dormir.

De acordo com os policiais, depois que o baile se instala, não há efetivo suficiente que possa fazer o grupo se dispersar devido à grande quantidade de frequentadores em relação ao número de agentes.

Últimas