STF

São Paulo Bairros de SP, RJ e DF têm panelaços contra Bolsonaro no 7 de setembro

Bairros de SP, RJ e DF têm panelaços contra Bolsonaro no 7 de setembro

Protestos foram registrados em diferentes horários do feriado, data em que o presidente fez discurso com ataques ao STF

  • São Paulo | da Agência Estado, com R7

Bairros das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília registraram na noite desta terça-feira (7), a partir das 19h, panelaços contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após atos favoráveis ao governo irem às ruas da capital paulista manifestar apoio a ataques contra o STF (Supremo Tribunal Federal), autoridades do Judiciário e do Legislativo.

O panelaço durou cerca de 20 minutos em alguns bairros e contaram com gritos de "Fora, Bolsonaro", bem como "Fora, fascista", "genocida" e "miliciano". Na capital paulista, os protestos foram registrados em bairros do centro e zona oeste, como Bela Vista, Vila Buarque, Barra Funda, Pompeia, Perdizes, Santa Cecília e Barra Funda.

Panelaço em São Paulo

Panelaço em São Paulo

AGATHA GAMEIRO/Estadão Conteúdo - 09/07/2021

No Rio de Janeiro, foram sete minutos de panelaço, em bairros das zonas sul, como Copacabana, Laranjeiras Cosme Velho e Botafogo; norte, como Grajaú; oeste, como Barra da Tijuca. Cidades do estado como Niterói também registraram cenas de protestos da população contrária a Bolsonaro. 

Os protestos aconteceram também enquanto Bolsonaro discursava nesta terça-feira em Brasília e São Paulo, em dois eventos organizados por seus apoiadores. Em ambos, o presidente incitou a população contra os ministros do STF, voltou a defender o voto impresso e afirmou que não deixará o governo caso não seja reeleito em 2022.

Essa não é a primeira vez que o presidente é alvo de panelaços. Desde o início da pandemia de covid-19, uma parcela da população reeditou a manifestação, típica da época da gestão de Dilma Roussef, para protestar contra as falas de Bolsonaro. 

Panelaço em Brasília


Às 19h desta terça-feira (7/9) o Distrito Federal registrou panelaços contra o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), em vários pontos. Em algumas partes da região de Águas Claras, os protestos duraram mais de 10 minutos. Guará e Plano Piloto também tiveram manifestações semelhantes. O ato ocorreu depois dos protestos do 7 de Setembro, em apoio ao mandatário.

Últimas