São Paulo Baixa umidade do ar deixa a cidade de SP em estado de atenção

Baixa umidade do ar deixa a cidade de SP em estado de atenção

Umidade relativa do ar ficou em 22% em Itaquera, na zona leste e de 28% no M'Boi Mirim, na zona sul, onde a máxima chegou a e 33°C nesta sexta (11)

  • São Paulo | Guilherme Alves e Elizabeth Matravolgyi, da Agência Record

Vaporizadores refrescam frequentadores do Parque do Ibirapuera

Vaporizadores refrescam frequentadores do Parque do Ibirapuera

ALEX SILVA / ESTADÃO CONTEÚDO - 11.09.2020

A cidade de São Paulo foi colocada em estado de atenção por conta da baixa umidade do ar na tarde desta sexta-feira (11) pela COMDEC (Coordenadoria Municipal de Defesa Civil). Em Itaquera, na zona leste, onde os termômetros chegaram a marcar 34°C , a umidade relativa do ar ficou em 22%. No M'Boi Mirim, na zona sul, a máxima chegou a e 33°C e a umidade relativa do ar foi de 28%.

Leia também: São Paulo deverá bater recorde de calor até o próximo domingo

A orientação é que as pessoas tomem cuidados redobrados com a saúde, evitando exposição ao sol, ao ar livre, e procurando se manter hidratadas, bebendo água com frequência. Quem estiver em ambiente fechado deve usar umidificadores, baldes com água e toalhas molhadas para reduzir os efeitos do tempo seco.

Com a presença da forte massa de ar seco e quente estacionada sobre o estado de São Paulo, a expectativa é que novos recordes de calor sejam registrados neste final de semana.

A máxima do ano na capital, de 33,7°C foi observada em 1º de janeiro. Na quinta (10) foi registrada a segunda tarde mais quente ano com 33,6°C.

O sábado (12) será ensolarado, com tempo estável e rápida elevação da temperatura. A mínima prevista é de 18°C e a máxima, de 35°C. Os percentuais de umidade mais baixos ficam em torno de 20%. O domingo (13) será mais um dia de muito calor e ar seco na Grande São Paulo. Na madrugada, a mínima prevista é de 19°C. De tarde, máxima deve chegar a 35°C.

Últimas