São Paulo Bebê atropelado está internado em estado grave em Mogi das Cruzes

Bebê atropelado está internado em estado grave em Mogi das Cruzes

Criança foi atropelada por uma mulher de 40 anos e sua filha, de 15, que dirigia um veículo sem habilitação. Mãe do bebê morreu

Mãe e filha são detidas após o atropelamento de uma mulher e uma criança de colo

Mãe e filha são detidas após o atropelamento de uma mulher e uma criança de colo

Reprodução Record TV

Após ter sido atropelado junto com a mãe, o bebê Arthur Miguel dos Santos Valezini, de oito meses, segue internado, na manhã desta segunda-feira (9), em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo.

Segundo a tia da mãe de Arthur, a criança está com dois coágulos na cabeça e intubado. A família aguarda a avaliação médica para saberem se Arthur passará ou não por cirurgia. Ele e a mãe forama atropelados por uma adolescente de 15 anos que dirigia um veículo na companhia da mãe em Mogi das Cruzes. 

A jovem foi levada para a Fundação Casa e a mãe, de 40 anos, presa após atropelarem e matarem uma mulher, que carregava seu filho de um ano no colo. O caso ocorreu em Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, na sexta-feira (6).

O atropelamento aconteceu na rua Treze, altura do número 25, no bairro Conjunto Habitacional Jefferson, por volta das 12h. A garota, menor de idade, dirigia uma Kombi, acompanhada de sua mãe, quando perdeu o controle e atingiu as vítimas.

A adolescente foi apreendida e levada a à Fundação Casa. Já a mãe foi presa em flagrante e encaminhada à Cadeia Pública de Itaquaquecetuba.

Luana dos Santos Landim, de 24 anos, morreu no local, enquanto o bebê foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, onde permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Policiais militares estavam em patrulhamento de rotina quando foram acionados para atenderem ocorrência envolvendo atropelamento e, no local dos fatos, se depararam com a vítima ainda ao chão.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou a morte da mulher. O filho dela, um bebê de 8 meses, foi socorrido em estado grave para o Hospital Luzia de Pinho Melo.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros também esteve no local e apurou que a vítima estava sentada na calçada o filho no colo quando uma van perdeu o controle e atropelou os dois, sendo que o veículo havia sido deixado um pouco mais à frente da via.

Moradores do local informaram que o veículo pertencia a uma mulher que residia na rua do acidente. Em contato com a proprietária, ela afirmou que estava dirigindo e em determinado momento permitiu que sua filha assumisse a direção veicular.

Enquanto estava na condução da van, a adolescente teria ficado nervosa e trocado o freio pelo acelerador, causando o acidente. A mulher então pediu que algumas pessoas que estavam ao redor ligassem pedindo socorro para as vítimas.

O local permaneceu preservado até a chegada de uma equipe da Polícia Científica, responsável pela perícia. As duas envolvidas foram conduzidas à Central de Polícia Judiciária, onde a ocorrência foi formalmente apresentada.

Elas responderão por homicídio e lesão corporal culposos na direção de veículo automotor. A mãe ainda foi indiciada por permitir direção de veículo automotor a pessoa não habilitada. O caso foi resgistrado na Delegacia Central de Mogi das Cruzes.

Últimas