Bruno Covas recua e determina o fim do bloqueio de ruas em SP

O secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, afirmou que a medida não surtiu o efeito esperado e, por isso, foi suspensa

Bloqueio foi muito criticado por causar congestionamentos

Bloqueio foi muito criticado por causar congestionamentos

MARCELLO ZAMBRANA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 5.5.2020

O Prefeito Bruno Covas determinou na noite desta terça-feira (05) o fim do bloqueio em ruas e avenidas na cidade de São Paulo.

O secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, confirmou à Record TV que a Prefeitura recuou na decisão de fazer os bloqueios no trânsito.

De acordo com o secretário Caram, o comitê municipal responsável pela implementação dos bloqueios avaliou que as medidas de restrição não surtiram o efeito esperado.

MP investiga consequências de bloqueios no trânsito de SP

Ele, no entanto, negou que a suspensão do bloqueio tenha atendido a uma reclamação dos profissionais de saúde.

A Prefeitura de São Paulo foi muito criticada nesta terça-feira (05), por causar grandes congestionamentos nas avenidas, onde os bloqueios foram realizados.

A principal reclamação foi que a medida prejudicou exatamente quem mais dependia de locomoção, ou seja, as pessoas que estavam indo para o trabalho, inclusive profissionais de atividades essenciais.

Sair sem máscara em SP pode render multa de até R$ 276 mil

O secretário Edson Caram afirmou que os bloqueios educativos, quando há interdição parcial de avenidas, com apenas uma faixa interditada, vão continuar.