São Paulo Buscas por Lázaro Barbosa, o 'serial killer do DF', entram no 15º dia

Buscas por Lázaro Barbosa, o 'serial killer do DF', entram no 15º dia

Polícia investiga se ele teria fugido por rio para área de mata aberta e faz perícia em lençol e em carro incendiado

  • São Paulo | Do R7

Cerco da polícia sobre Lázaro deve se fechar ainda mais

Cerco da polícia sobre Lázaro deve se fechar ainda mais

Reprodução/Record TV

As buscas por Lázaro Barbosa, o homem de 32 anos conhecido como o "serial killer do Distrito Federal" entram no 15º dia nesta quarta-feira (23). Na terça-feira, a polícia atuou na perícia de um carro queimado e apreendeu para análise um lençol encontrado em uma casa por onde ele teria passado. A expectativa para esta quarta-feira (23) é que o cerco se fecha ainda mais e, enfim, o criminoso que matou quatro pessoas de uma mesma família, seja capturado.

A sede das buscas é uma escola municipal localizada na cidade de Girassol, porém os trabalhos das equipes da força tarefa da polícia chegaram ainda mais longe na tarde de terça. Investigadores foram em direção a Santo Antônio do Descoberto, a cerca de 20 km do perímetro de buscas. Existe a possibilidade de Lázaro ter escapado atravessando o rio dos Macacos e o rio da Areia, acessando uma área de mata aberta sobre a qual, segundo a polícia, ele não tem domínio. 

Uma outra área cercada pela polícia é de mata fechada e fica entre Girassol e Águas Lindas de Goiás. Ali, contaram com apoio do caçador Babaçu, que foi acionado na segunda (22) mas que, sem sucesso nas buscas, decidiu voltar pra casa.

Também nesta terça, caseiros denunciaram a passagem de Lázaro por uma chácara, onde teria roubado mantimentos. Peritos criminais passaram a reforçar as equipes com três drones que conseguem identificar por meio da temperatura a movimentação de pessoas no meio da mata.

Últimas