São Paulo Butantan entrega 800 mil doses da CoronaVac a Ministério da Saúde

Butantan entrega 800 mil doses da CoronaVac a Ministério da Saúde

Governo de SP deve completar entrega de 100 milhões de doses em agosto, um mês antes da data prevista, em 30 de setembro

  • São Paulo | Do R7

SP entrega 800 mil doses de vacinas nesta quarta e 200 mil na quinta-feira (15)

SP entrega 800 mil doses de vacinas nesta quarta e 200 mil na quinta-feira (15)

Governo do Estado de São Paulo - 26.06.2021

O Instituto Butantan entregou na manhã desta quarta-feira (14) de 800 mil doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Na quinta-feira, a previsão é de que sejam entregues mais 200 mil doses, totalizando um milhão de vacinas liberadas ao PNI (Programa Nacional de Imunização).

"Ao longo de agosto, vamos completar 100 milhões de doses, um mês antes do prazo contratado, que era 30 de setembro, complementando a totalidade do contrato do Butantan com o Ministério da Saúde. Nosso compromisso era concluir a entrega das vacinas contratadas, antecipamos em 30 dias e agora compramos vacinas para complementar o processo vacinal aqui em São Paulo", disse o governador João Doria (PSDB), que acompanhou a entrega. 

Com as remessas desta quarta, as liberações chegam a 54,149 milhões de doses fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

As entregas que começaram hoje são referentes à produção de um novo lote de 10 milhões de doses processadas a partir dos 6 mil litros de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) recebidos no dia 26 de junho. Segundo o governo, a matéria-prima foi envasada e passou por etapas como embalagem, rotulagem e controle de qualidade das doses.

As vacinas entregues hoje contemplam o segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio. O Butantan trabalha para completar, até agosto, 100 milhões de vacinas disponibilizadas ao Ministério, antecipando em 30 dias o prazo contratual.

Na madrugada desta terça-feira (13) o instituto recebeu carga recorde de 12 mil litros de matéria-prima para produzir e entregar outras 20 milhões de doses. Uma nova remessa de IFA, com mais 12 mil litros, deve chegar até o final deste mês.

Falta de vacinas na capital

Na capital paulista, em pelo menos 50 postos de vacinação há registros de falta de vacinas contra covid-19. Na manhã da terça-feira (13), eram apenas 29 postos com falta de doses.

Até o período da tarde, 50 postos de vacinação estavam sem doses, segundo a plataforma da prefeitura de São Paulo "De Olho na Fila". O site, conhecido como "filômetro", acompanha o movimento nas unidades em tempo real.

Os bairros afetados e as quantidades, respectivas, de postos sem funcionamento são: Campo Limpo (3), Capão Redondo (4), Cidade Dutra (6), Grajaú (8), Jardim  Ângela (12), Jardim São Luís (2), Vila Andrade (4) - na zona sul - e, Vila Formosa (2), Tatuapé (1), Pari (1), Brás (1) - na zona leste. O centro de São Paulo e zonas norte e oeste não registraram, até o momento, falta de doses da vacina.

A prefeitura, por meio da SMS (Secretaria Municipal da Saúde), informou que há abastecimento de doses diariamente entre as unidades vacinadoras do município para garantir a vacinação nos territórios e resolver eventuais desabastecimentos pontuais causados pela alta demanda em alguma região. Nesta terça-feira (13), a cidade continua a imunização de pessoas com 37 anos ou mais.

Últimas