Coronavírus

São Paulo Butantan entrega lote de 1,2 milhão de vacinas ao Ministério da Saúde

Butantan entrega lote de 1,2 milhão de vacinas ao Ministério da Saúde

Com a remessa, são 62.850 milhões de doses entregues ao PNI. Governo que completar 100 milhões de doses até o dia 30 de agosto

  • São Paulo | Do R7

Governo recebe lote de 1,2 milhão de doses de Coronavac para entregar ao PNI

Governo recebe lote de 1,2 milhão de doses de Coronavac para entregar ao PNI

Governo do Estado de São Paulo 21.07.2021

O Instituto Butantan entrega na manhã desta sexta-feira (30) uma remessa de 1,2 milhão de doses da CoronaVac, imunizante contra covid-19 produzido em parceria com laboratório chinês Sinovac, ao PNI (Plano Nacional de Imunização) do Ministério da Saúde.

Com a remessa, são 62.850 milhões de doses da vacina do Butantan entregues ao PNI. A meta é completar 100 milhões de doses até o dia 30 de agosto. O prazo inicial era que a entrega ocorresse até 30 de setemebro. O término previsto para imunização de primeira dose para a população adulta de São Paulo é dia 16 de agosto.

Na quarta-feira (28) foi entregue mais 1,5 milhão de doses da CoronaVac, completando 61,649 milhões enviadas ao PNI. Desde o dia 14 de julho até hoje, foram entregues um total de 8,5 milhões de doses da vacina. Essas entregas são referentes à produção do lote de 10 milhões de doses processadas a partir dos 6 mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) recebidos no dia 26 de junho.

As entregas ao Ministério da Saúde começaram em 17 de janeiro deste ano, quando o uso emergencial do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A matéria-prima foi envasada no complexo fabril do Butantan, na zona oeste da cidade de São Paulo, e passou por etapas como embalagem, rotulagem e controle de qualidade das doses. Na madrugada do último dia 13 de julho, o instituto recebeu carga recorde de 12 mil litros de matéria-prima para produzir e entregar as 20 milhões de doses.

As vacinas liberadas nesta quarta-feira fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula, afirmou que o programa tem sido rigoroso nas entregas. "Hoje, estamos colocando na rede a vacina comprada pela Secretaria de Saúdde. Nosso planejamento e estratégias são muito coordenadas, quando chegam as doses, colocamos na rede em 24h para 645 municípios", explicou. 

Segundo ela, a prioridade é que finalizar a imunização da população adulta com a primeira dose. "Temos trabalhado para cumprir a meta do dia 16 para adultos e começar no dia 18 para adolescentes. Mas também precisamos antecipar a D2, mas pra isso depende também do Ministério da Saúde, precisamos que nos envie as vacinas da Fiocruz e da Pfizer, vamos esperar que o Ministério nos entregue mais vacinas."

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que na quarta-feira serão entregues mais 2 milhões de doses ao PNI. Segundo ele, até o dia 5 serão recebidos mais 6 mil litros para que o contrato seja encerrado.

Últimas