Novo Coronavírus

São Paulo Butantan lança projeto de testagem em massa no interior de SP

Butantan lança projeto de testagem em massa no interior de SP

Iniciativa “Isolamento Inteligente” visa detectar casos rapidamente para aplicar medidas mais eficientes de contenção da transmissão

Projeto começará nos municípios de Batatais e Taquaritinga

Projeto começará nos municípios de Batatais e Taquaritinga

Pascal Rossignol/Reuters

O Instituto Butantan lançará, neste sábado (29), seu novo projeto de testagem em massa para detecção do novo coronavírus em cidades do interior de São Paulo.

O intuito do chamado “Isolamento Inteligente” é, ao detectar quem esteja infectado com o vírus, aplicar medidas mais eficientes de contenção da transmissão.

O instituto enviará aos municípios de Batatais e Taquaritinga, que participarão da versão piloto do projeto, testes RT-qPCR e testes rápidos para aplicação nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Cada pessoa que fizer o teste receberá o resultado do teste em um aplicativo, que oferecerá dicas de prevenção e cuidado na pandemia, endereços de hospitais próximos e mapas de risco de transmissão.

Aqueles que forem diagnosticados com a covid-19 serão orientados a manter o isolamento de forma correta e segura. Quem tiver tido contato com infectados deverá realizar o teste rápido.

"Com o isolamento inteligente será possível manter as pessoas infectadas em suas residências e monitorar os contactante em tempo real. Essa medida, aliada à vacinação, pode contribuir para que gradativamente os municípios possam manter suas atividades econômicas e, ao mesmo tempo, conter a transmissão do vírus", disse Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan.

O aplicativo Tainá/Global Health Monitor, pelo qual os moradores deverão se cadastrar, será o responsável pelo acompanhamento do projeto. A tecnologia permitirá a verificação de sintomas para cada morador, a notificação de casos confirmados próximos ao endereço e o monitoramento de exposição ao vírus em relação aos casos nos locais próximos de trânsito do usuário do app.

Cada morador realizará, por meio do aplicativo, uma autoavaliação diária antes de deixar sua casa. Nela, serão respondidas perguntas a respeito de sintomas, contatos com pessoas infectados, hábitos de prevenção, distanciamento e imunização. Todas as informações serão utilizadas em sigilo, não divulgando a identidade dos respondentes.

As cidades serão divididas em 11 regiões cada, com sorteio de 32 casas para elas. Agentes de saúde visitarão as residências sorteadas para a realização de testes rápidos, e orientarão os moradores sobre a utilização do aplicativo.

Últimas