São Paulo Cadeirante da cracolândia é preso após flagrante de venda de drogas

Cadeirante da cracolândia é preso após flagrante de venda de drogas

Vanlei Ferreira tem 48 anos e tentou resistir à prisão. Segundo a polícia, ele se passava por agente social e tinha influência na região

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

O cadeirante da cracolândia foi detido nesta quinta-feira (7) no centro de São Paulo e tentou resistir à prisão com a chegada dos agentes da GCM (Guarda Civil Metropolitana). Ele foi flagrado pela equipe da Record TV entre os dependentes químicos ao passar porções de drogas aos usuários em meio ao chamado fluxo.

Vanlei Ferreira tem 48 anos, é natural da Bahia e já havia sido preso em 2017, por furto. No momento da abordagem, ele tentou impedir que os guardas tocassem nele, mas depois foi conduzido à delegacia.

À Record TV e ao apresentador Luiz Bacci, ele fez ameaças: "Vou meter um processo em vocês. Vocês tão mentindo com meu nome. Pode fazer [imagens]". Na sequência, quando indagado se tem medo de ficar na prisão, ele respondeu que "nunca".

Em um flagrante exclusivo, o homem circulava livremente pelas ruas da região, em meio aos usuários de drogas. Ele era cumprimentado e conhecido por muita gente. Chegou até a receber bebida de um dos moradores.

O cadeirante era monitorado pela Polícia Civil durante as investigações da Operação Caronte, que pretende prender traficantes e cumprir mandados na região da cracolândia.

Cadeirante da cracolândia ofereceu resistência à prisão quando foi abordado pela GCM

Cadeirante da cracolândia ofereceu resistência à prisão quando foi abordado pela GCM

Reprodução Record TV

Segundo o delegado Severino Vasconcelos, Vanlei tinha influência na região. "Vínhamos acompanhando ele na venda que fazia com relação às drogas. Ele se apresenta como agente social, mas, na verdade, ele comercializava drogas. Ele se vale da situação de cadeirante, do porte físico, e tem influência, ele dita ali aos usuários algumas regras", revela.

O delegado contou ainda que Vanlei atua há pouco tempo na região da Cracolândia, mas já é bastante conhecido no entorno. As investigações continuam.

Outras prisões

Na mesma região, a polícia já prendeu Lorraine Bauer Romeiro, de 19 anos, conhecida como Gatinha da Cracolândia, e também Selma Regina, que é suspeita de fornecer e comercializar drogas no centro há 20 anos e ser uma das lideranças locais. Ela era conhecida como Abelha-Rainha.

Outros envolvidos no tráfico foram identificados, entre eles Daniele do Fuzil, Morena da Cracolândia e Sniper.

Últimas