Cai para 55% a taxa de isolamento social em São Paulo

Aumento da mobilidade, medido pelas rede de telefonia celular, pode levar governo do estado a endurecer restrições

Capital também teve queda do isolamento social

Capital também teve queda do isolamento social

André Pera/Agência F8/Estadão Conteúdo

Cidades paulistas voltaram a registrar aumento da movimentação de pessoas no sábado (11), informou o governo do estado. São utilizadas informações das redes de telefonia móvel para medir a taxa de isolamento, que ficou em 55%, uma queda de 2 pontos percentuais em relação ao dia anterior.

O recomendado pelos especialistas do Centro de Contingência do Coronavírus, criado pelo governo, é de que este patamar se mantenha em 70%, para evitar colapso no sistema de saúde pelo aumento de casos de covid-19.

Antes do feriado, o governador João Doria admitiu que pode endurecer as medidas impostas em todo o estado (previstas para durarem até 22 de abril) se o índice não chegasse a pelo menos 60%.

A avaliação do comitê em relação ao comportamento dos paulistanos durante o feriadão será divulgada nesta segunda-feira (13).

Na capital, município com maior número de casos registrados, a taxa de isolamento social ficou em 48% na quinta-feira, subiu para 56% na sexta-feira, mas voltou a cair para 54% no sábado.

Em algumas cidades, como Limeira e Presidente Prudente, a taxa foi de 47% no sábado.

Doria estuda uso da força policial para fazer cumprir o decreto que proíbe aglomerações em todo o estado.