Coronavírus

São Paulo Cajamar suspende aplicação de 2ª dose de vacina contra covid-19

Cajamar suspende aplicação de 2ª dose de vacina contra covid-19

Segundo a secretaria, quando governo restabelecer o envio, pasta entrará em contato com quem está com dose pendente

  • São Paulo | Rodrigo Martinez, da Agência Record

Segundo município, motivo é o atraso do envio dos lotes de imunizações

Segundo município, motivo é o atraso do envio dos lotes de imunizações

Governo do Estado de São Paulo - 10.04.2021

A Prefeitura de Cajamar, na Grande São Paulo, por meio da Secretaria de Saúde, informou que está temporariamente suspensa a vacinação da segunda dose da CoronaVac para as pessoas que estavam agendadas para essa semana. De acordo com a administração municipal, o motivo é a falta de dosses enviadas pelo governo do estado.

O órgão informou que as doses são repassadas pelo governo do Estado e o último lote se esgotou. Segundo a secretaria, assim que o governo de São Paulo restabelecer o envio das doses, a pasta entrará em contato com as pessoas que estão com a segunda dose pendente para o agendamento.

"É de conhecimento de todos que a Prefeitura de Cajamar suspendeu a aplicação da 2ª dose da vacina da CoronaVac nesta quarta-feira (20), devido à falta de envio de doses. O Estado já tinha recebido essa informação, na data de 1º de abril, com a preocupação da possível falta da Coronavac para segunda dose", declarou por meio de nota.

A secretaria afirmou ainda que das 11.433 doses destinadas ao município de Cajamar, estão incluídas doses de vacinas do Butantan, a CoronaVac, e da Oxford, da Astrazeneca.

A Prefeitura informou também que realizou a aplicação de quase todas as doses disponíveis da vacina CoronaVac, restando em estoque somente 130 doses. Segundo a administração municipal, existem 1.440 doses da vacinas da Oxford/AstraZeneca em estoque que serão destinadas a segunda dose de públicos anteriores e idosos com 65 anos.

Na quarta-feira (21), o município recebeu do estado 540 doses de Coronavac, para início da vacinação de idosos com 64 anos a partir de 24 de abril. "Sobre as informações da plataforma VaciVida, a Prefeitura informa que temos um número ainda pendente de lançamentos a ser feitos", disse a pasta.

Últimas