São Paulo Câmara aprova privatização do Anhembi em 1ª votação

Câmara aprova privatização do Anhembi em 1ª votação

Por 37 votos a 9, projeto de lei passou com sobras no plenário

  • São Paulo | Peu Araújo, do R7

Painel da Câmara com a votação desta quarta-feira (27)

Painel da Câmara com a votação desta quarta-feira (27)

André Bueno/Câmara Municipal da cidade de São Paulo

A Câmara Municipal da cidade de São Paulo aprovou, em 1ª votação, o projeto que autoriza a concessão do Anhembi e da SPTuris.

A proposta, que teve 37 votos a favor e 9 contra, precisava de apenas 28 aprovações para seguir adiante no plenário.

O projeto de lei 582/2017 sofreu mudanças no texto original, que asseguram a realização de eventos no Complexo Anhembi.

A privatização do Anhembi é uma das bandeiras defendidas pelo prefeito João Doria e faz parte do plano de redução de custos da atual gestão.

A bancada tucana afirma que o complexo é responsável por um prejuízo de R$ 60 milhões por ano ao município.

Também estão na mira das concessões o estádio do Pacaembu, o autódromo de Interlagos e o Mercado Municipal. 

Se aprovado na 2ª votação, o projeto de lei sobre a concessão do Anhembi prevê 75 dias por ano dedicados ao Carnaval e outros eventos.

Um dos artigos indica como será feita a utilização do espaço no no período de folia. “Para a realização do Carnaval, a Prefeitura do Município de São Paulo terá o direito de utilizar gratuitamente a quadra 283 (duzentos e oitenta e três) do imóvel, na qual estão localizados o Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo - Sambódromo áreas de concentração e dispersão de escolas de samba.”

Últimas