Boechat
São Paulo Câmera de vigilância grava queda de helicóptero que levava Boechat

Câmera de vigilância grava queda de helicóptero que levava Boechat

Acidente aéreo vitimou o jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quatrucci, em São Paulo, na segunda-feira (11), na rodovia Anhanguera

Câmera de vigilância grava queda de helicóptero que levava Boechat

Jornalista Ricardo Boechat morreu aos 66 anos em São Paulo

Jornalista Ricardo Boechat morreu aos 66 anos em São Paulo

Reprodução/Band

Imagens de câmera de vigilância gravaram o momento da queda do helicóptero que levava o jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quatrucci. O acidente ocorreu na segunda-feira (11), na ligação do Rodoanel com a rodovia Anhanguera, em São Paulo.

Boechat e Quatrucci voltavam de Campinas, a 99 km de São Paulo, e iam em direção ao heliponto da emissora TV Bandeirantes, no Morumbi, na zona sul da capital paulista, quando a aeronave se chocou contra a parte dianteira de um caminhão que trafegava na via. O motorista foi socorrido.

Leia mais: Mulher entra em caminhão para salvar motorista atingido por helicóptero de Boechat

Uma mulher que presenciou a queda do helicóptero disse que viu o momento em que o passageiro pulou da aeronave e tentou pedir ajuda.

“Eu vi uma pessoa do lado direito do helicóptero, quando já estava prestes a pousar, pulando. Foi na hora que a carreta veio, chocou com helicóptero, que rodou e despedaçou. Foi nessa hora que caiu em cima da pessoa que pulou”, diz a testemunha.

A mulher acredita que o jornalista teria sobrevivido, porque ainda teria erguido o braço quando estava no chão. No entanto, o pedaço do helicóptero em chamas caiu em cima dele, o que teria o matado.

Autorização

A RQ Serviços Aéreos Especializados, empresa dona da aeronave Bell Helicopter, de prefixo PT-HPG, não poderia fazer táxi aéreo, de acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Segundo a agência, a empresa tinha autorização apenas para prestar serviços de aerofotografia, aeroreportagem, aerocinematografia, entre outros do mesmo ramo. "Qualquer outra atividade remunerada fora das mencionadas não poderia ser prestada", diz a Anac, por meio de nota.

Veja também: "Pior dia da minha vida", diz mulher de Boechat após morte do marido

Reprodução/Facebook

Velório

O velório do jornalista Boechat foi realizado no MIS (Museu da Imagem e do Som), na zona oeste de São Paulo, às 22h desta segunda-feira (11). A cerimônia de despedida foi aberta ao público e seguiu até as 14h de terça-feira (12). Após esse período, o velório será restrito para os familiares.

Piloto responsável pelo voo que transportava Boechat, Ronaldo Quattrucci tinha 20 anos de experiência na função — tirou o brevê (documento que permite ao seu titular pilotar aeronaves) em 1999, um ano após a morte de seu irmão, Rogério.

Casado, ele era o dono da empresa RQ Helicópteros, com uma frota de três helicópteros. O corpo de Quatrucci foi velado também em São Paulo, nesta quarta-feira (12).