São Paulo Caminhão tomba e vaza ácido na Régis Bittencourt em Cajati (SP)

Caminhão tomba e vaza ácido na Régis Bittencourt em Cajati (SP)

Foi necessária a remoção de 80 moradores de uma vila que fica próxima ao acidente. No local há névoa por causa do ácido

  • São Paulo | Beatriz Leite, da Agência Record*

Carreta que transportava ácido tombou e a pista está interditada após o vazamento

Carreta que transportava ácido tombou e a pista está interditada após o vazamento

Divulgação / PRF

Um caminhão tombou e derrubou ácido clorídrico no quilômetro 499 da rodovia Régis Bittencourt, sentido Curitiba, em Cajati, no interior de São Paulo, por volta de 6h30 desta segunda-feira (14). A pista ficou completamente interditada e o motorista levemente ferido.

De acordo com a Arteris Régis, concessionária que administra a via, a Defesa Civil da cidade está no local para isolamento e orientação dos moradores. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, cerca de 80 pessoas tiveram que deixar 30 casas da Vila Timburro, que fica próximo ao local do acidente.

O caminhão Iveco, modelo Stralis 570S41T, levava uma carga de 32 toneladas de ácido clorídrico. A circulação de veículos foi interrompida nos quilômetros 497 e 485, como medida de segurança. Há pelo menos 10 quilômetros de congestionamento se somados os dois trechos.

No momento mais crítico da ocorrência, a Arteris Régis, concessionária que administra a via, também interditou a pista no sentido São Paulo, na altura do quilômetro 525. Mas a via foi liberada por volta das 8h50. 

A PRF informou também que o produto vazou pela canaleta e ainda não se sabe se atingirá algum manancial. Porém, há um alto risco de contaminar um riacho próximo ao acidente.

Há pouca visibilidade no local devido a névoa causada pelo ácido. O cheiro do produto chegou a atingir o quilômetro 486. O Corpo de Bombeiros utilizou cal virgem para conter a névoa, e areia para a contenção do ácido.

Segundo a PRF, ainda não se sabe se o produto vazou pelas tampas ou se o tanque foi rompido. Tudo será avaliado após a névoa do produto se dissipar.

O motorista ficou levemente ferido e foi atendido no local. Na ocorrência, atuam a Arteris, a PRF, o Corpo de Bombeiros, a CETESB e a AMBIPAR.

*Sob supervisão de Edilson Muniz, da Agência Record 

Últimas