Novo Coronavírus

São Paulo Capital de SP estuda antecipar reabertura de academias e cinemas

Capital de SP estuda antecipar reabertura de academias e cinemas

Nova orientação do governo estadual permite funcionamento parcial desses estabelecimentos ainda na fase amarela do plano de retomada

  • São Paulo | Do R7

Academias estão fechadas desde março em SP

Academias estão fechadas desde março em SP

ê Caviquioli/Futura Press/Estadão Conteúdo

O Centro de Contingência do Coronavírus do governo de São Paulo permitirá que cidades que estejam na fase amarela possam reabrir academias de ginástica, teatros e cinemas com algumas restrições. Este é o caso, atualmente, da capital do estado e da região do ABC.

Em entrevista coletiva, nesta sexta-feira (3), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, afirmou que o município vai avaliar as novas regras.

"A partir de hoje, a gente começa uma discussão interna com a Vigilância Sanitária do município, dada essa nova decisão do governo do estado de São Paulo de poder já na fase amarela reabrir as academias e também retomar atividades culturais. Assim que a prefeitura definir quando que isso será feito no município, nós comunicaremos a todos vocês."

Antes, academias só poderiam abrir na fase verde do programa de retomada econômica.

Cidades na fase amarela poderão autorizar o funcionamento de academias desde que seja respeitada a ocupação máxima de 30% da capacidade e com seis horas diárias de funcionamento. 

Além disso, os vestiários não poderão ser utilizados, clientes e funcionários devem usar máscaras e apenas atividades individuais estão liberadas. Outros protocolos, como intensificação da limpeza, também devem ser seguidos.

As academias estão fechadas desde 20 de março na cidade de São Paulo.

No caso dos eventos culturais com público sentado, como é o caso de teatros e cinemas, deverá ser respeitado o distanciamento entre as pessoas, além da capacidade máxima de 40%, funcionamento por seis horas, uso de máscaras, compra antecipada de ingressos e assentos marcados. Será proibido o consumo de alimentos e bebidas no interior das salas. 

No entanto, a mudança só pode ocorrer após quatro semanas que determinada cidade ou região estejam na fase amarela. Com isso, a capital só poderia autorizar essa reabertura parcial de academias e eventos com público sentado a em 27 de julho. 

Ampliação de atividades retomadas

A partir de segunda-feira (6), restaurantes, bares, salões de beleza e barbearias estão autorizados a reabrir na capital paulista.

Os estabelecimentos devem funcionar por no máximo seis horas diárias e com 40% da capacidade de clientes. Os bares e restaurantes terão que fechar até as 17h.

Lojas de rua, shoppings, imobiliárias, concessionárias de veículos e escritórios, que hoje funcionam por quatro horas diárias, vão poder abrir por seis horas e também com ampliação da capacidade, de 20% para 40%.

Os novos protocolos para esses setores serão assinados amanhã na prefeitura. 

Últimas