São Paulo Capital paulista tem atos de grupos antagônicos em dois pontos

Capital paulista tem atos de grupos antagônicos em dois pontos

SSP diz que objetivo do rodízio é garantir a segurança dos participantes, implantando ainda um esquema de policiamento reforçado

  • São Paulo | Da Agência Brasil

Acordo foi feito com Polícia Militar

Acordo foi feito com Polícia Militar

Antonio Molina/ Fotoarena/ Estadão Conteúdo - 07.06.2020

Depois de acordo firmado entre grupos para promover rodízio no uso da Avenida Paulista para a realização de atos, dois grupos de diferentes direções políticas fazem manifestações na capital paulista neste domingo (14).

Os grupos favoráveis ao governo federal estarão reunidos no Viaduto do Chá, a partir das 12h até às 18h, e os contrários ao Presidente da República na Avenida Paulista, nas proximidades do Masp, das 14h às 16h30. Os organizadores deste ato se comprometeram a informar o local da dispersão para que o planejamento policial possa ser adequado

O acordo foi feito durante reunião com a participação de representantes dos grupos e Polícia Militar no Ministério Público Estadual. Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), o objetivo do rodízio é garantir a segurança dos participantes, implantando ainda um esquema de policiamento reforçado.

De acordo com a SSP-SP, todos os atos serão monitorados por meio de câmeras do sistema Olho de Águia e acompanhados por integrantes da SSP e das polícias, a partir Copom (Centro de Operações da PM).

O revezamento foi determinado após o princípio de confronto ocorrido entre manifestantes de grupos opostos no mesmo dia na avenida Paulista.

Últimas