São Paulo Caso de dedo achado em esfiha é crime contra relações de consumo

Caso de dedo achado em esfiha é crime contra relações de consumo

Segundo a SSP, dedo encontrado em alimento é "perigo para a vida ou saúde de outro, localização e apreensão de objeto e lesão corporal culposa"

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

Dedo humano é encontrado em esfiha pedida por família de SP

Dedo humano é encontrado em esfiha pedida por família de SP

Reprodução/Record TV

O caso de um dedo humano encontrado por uma família em uma esfiha, no sábado (11), foi registrado como crime contra relações de consumo, perigo para a vida ou saúde de outro, localização e apreensão de objeto e lesão corporal culposa.

O crime foi assim considerado pela Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo e registrado pelo 20º DP da Água Fria e encaminhado ao 9º DP do Carandiru. O pedido foi feito no restaurante Companhia da Esfiha, na rua do Imperador, número 1041, região do Carandiru, zona norte de São Paulo.

Durante o jantar, um casal flagrou o filho Vitor Tadeu Alcântara dos Santos, de 14 anos, que arrancou de dentro da boca um pedaço de dedo humano, após morder uma esfiha. Os pais do garoto imediatamente ligaram para a polícia e foram atendidos pela 5ª Companhia do 4° Batalhão de São Paulo.

Após o relato, os policiais e o casal foram até o restaurante e o responsável pelo local disse que um de seus funcionários sofreu um acidente dentro da esfiharia na última quinta-feira (9). Durante suas atividades, o cozinheiro Jesus de Souza Silva, de 55 anos, cortou a ponta de um de seus dedos.

O comércio foi fechado e policiais militares procuraram pelo responsável do estabelecimento, mas ele não estava, e falaram por telefone. O proprietário relatou que um dos funcionários havia decepado o dedo cortando calabresa e foi encaminhado ao Hospital.

Diante dos fatos, foi pedido que os alimentos, assim como o dedo humano, fossem encaminhados ao Instituto de Criminalística foi solicitado perícia no local.

A reportagem do R7 tentou entrar em contato com o restaurante, mas não obteve resposta.

Últimas