caso vitoria
São Paulo Caso Vitória: Júri popular é marcado para outubro em São Roque (SP)

Caso Vitória: Júri popular é marcado para outubro em São Roque (SP)

Audiência do servente Júlio Cesar está prevista para o dia 21. Julgamento do casal, Mayara Borges e Bruno Oliveira, ainda está sem data definida

Justiça de São Paulo marca para o dia 21 de outubro o primeiro julgamento

Justiça de São Paulo marca para o dia 21 de outubro o primeiro julgamento

Reprodução


A Justiça de São Paulo marcou para o dia 21 de outubro o primeiro julgamento de um dos envolvidos no desaparecimento e na morte da jovem Vitória Gabrielly, de 12 anos, em junho de 2018, em Araçariguama, interior de São Paulo. As informações são da Record TV.

O assistente de pedreiro Júlio Cesar Lima Ergesse passará por júri popular no Fórum de São Roque. Também está previsto o julgamento do casal, Mayara Borges de Abrantes e Bruno Marcel de Oliveira, mas ainda sem data definida.

Relembre o caso

A menina Vitória Gabrielly desapareceu na tarde de 8 de jundo de 2018 enquanto andava de patins próximo da casa onde mora, no bairro de Vila Nova, em Araçariguama.

Última imagem de jovem viva em Araçariguama (SP)

Última imagem de jovem viva em Araçariguama (SP)

Reprodução

Segundo a família da menina, Vitória saiu de casa para ir a um ginásio de esportes brincar com uma amiga da escola. No trajeto, no entanto, a outra criança teria desistido de acompanhá-la.

Ela foi encontrada morta no dia 16 em uma área de mata na cidade onde morava. Um homem disse que sentiu o cheiro enquanto passeava na região com seu cachorro. Ao ver o corpo, ele chamou a polícia. Vitória estava embaixo de um monte de lixo, virada de bruços para o chão.

Para a polícia, a jovem foi confundida com a irmã de um rapaz que tinha uma dívida de drogas com traficantes da região.