São Paulo Cauê Macris é reeleito presidente da Alesp e 94 deputados tomam posse

Cauê Macris é reeleito presidente da Alesp e 94 deputados tomam posse

Dos 94 deputados eleitos em outubro do ano passado, 51 são parlamentares novos; Janaína Paschoal questiona legalidade da reeleição de Macris

Cauê Macris é reeleito presidente da Alesp e 94 deputados tomam posse

'É uma honra e responsabilidade muito grande', afirmou Macris

'É uma honra e responsabilidade muito grande', afirmou Macris

Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo - 15.03.2019

A Assembleia Legislativa de São Paulo empossou, na tarde desta sexta-feira (15), os 94 deputados estaduais do Estado. Na sequência, houve a eleição para a Mesa Diretora, onde o tucano Cauê Macris foi reeleito presidente da Casa.

Veja também: 43 cidades de SP ganham título de Municípios de Interesse Turístico

"Quero agradecer aos 70 dos 94 deputados que acreditaram no nosso trabalho e nos elegeram para os próximos dois anos. É uma honra e responsabilidade muito grande para conduzir os trabalhos no maior parlamento da América Latina", disse Macris.

Dos 94 deputados eleitos em outubro do ano passado, 51 são parlamentares novos. O empossamento ocorreu no plenário Juscelino Kubitschek, após mensagem do governador João Doria (PSDB), e foi marcado, nos juramentos dos parlamentares, por palavras de "Lula Livre", "pela família" e "Deus acima de todos".

Leia mais: Carcereiros que tiveram cargo extinto se tornarão agentes policiais

Os deputados foram eleitos em outubro do ano passado e somente foram empossados neste mês — a Assembleia paulista é o único parlamento do país que inicia os trabalhos neste mês, segundo a Constituição.

Neste ano, a casa paulista possui 15 deputados do PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro. Dessa forma, é a maior bancada. Grande destaque é Janaína Paschoal, deputada mais votada com dois milhões de votos.

Pela primeira vez na história da Assembleia Legislativa, Érica Malunguinho (PSOL) é a primeira deputada trans eleita. Também pela primeira vez, tem-se uma bancada coletiva, formada pela Mônica Bancada Ativista (PSOL).

Mesa

Após o empossamento dos deputados, foi escolhido a Mesa Diretora, composta por três deputados eleitos em voto aberto — essa eleição ocorre de dois em dois anos.

Neste ano, quatro deputados disputaram a presidência da casa. São eles: Cauê Macris (PSDB), atual presidente da Casa, Janaína Paschoal (PSL), Daniel José (Novo) e Mônica Bancada Ativista (PSOL). Macris foi eleito, novamente, presidente, com 70 votos. Os demais candidatos, respectivamente, tiveram 16, 4 e 4.

Antes da votação, a deputada Janaina questionou a legalidade e jurisprudência da reeleição de Macros. Em resposta, a Mesa Diretora disse que "essa questão já estava resolvida". Durante a eleição, o deputado Mamãe Falei tirou o microfone quando Beth Sahão discursava e, então, iniciou-se uma briga. Neste momento, houve bate-boca e empurrão. O deputado Carlos Giannazi foi um dos empurrados.

O petista Ênio Tatto foi eleito primeiro-secretário da Mesa, e Milton Leite Filho (DEM) ficou com a segunda secretaria.