São Paulo Cerca de 300 pessoas são multadas em vagas de idosos em comércios

Cerca de 300 pessoas são multadas em vagas de idosos em comércios

Motoristas autuados foram pegos durante primeira semana de fiscalização

  • São Paulo | Osvaldo Albuquerque, do R7

João Doria diz que vai aumentar fiscalização em vagas preferenciais

João Doria diz que vai aumentar fiscalização em vagas preferenciais

Alessandra dos Santos da Mata Campos/02.09.2017/Agência Estado

A Prefeitura de São Paulo multou cerca de 300 motoristas que pararam em vagas destinadas a pessoas com deficiência e idosos sem o cartão de permissão (documento exigido para não ter penalizações), durante a primeira semana de fiscalização em estabelecimentos comerciais. O número foi divulgado pelo presidente da da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), João Octaviano.

Em evento realizado na manhã desta sexta-feira (15), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que a fiscalização nessas vagas vai aumentar gradativamente por parte da CET.

Segundo Octaviano, as pessoas que têm direito a estacionar nas vagas preferenciais mais ainda não têm a identificação, também serão autuados. "É importante que todos tenham o cartão, independente de ser deficentes ou idosos, para criar o hábito de se cumprir regras".

Segundo o supervisor do departamento de mobilidade da CET, Edison Passafaro, o procedimento para emissão do cartão leva de 30 a 45 dias devido a análise dos laudos do indivíduo com dificiência.

A multa para quem estacionar nessas vagas preferenciais indevidamente é de R$ 293,47, além de sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Leia mais notícias de São Paulo

Últimas