São Paulo Chuva alaga ruas e deixa pontos intransitáveis em São Paulo

Chuva alaga ruas e deixa pontos intransitáveis em São Paulo

Todas as regiões da capital entraram em estado de atenção na tarde desta quarta-feira (17). Campo Limpo entrou em alerta

  • São Paulo | Do R7

Pedestre tenta se proteger da chuva no bairro Saúde, na zona sul de São Paulo

Pedestre tenta se proteger da chuva no bairro Saúde, na zona sul de São Paulo

LÉO PINHEIRO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO - 17.02.2021

A chuva que atingiu a cidade de São Paulo na tarde desta quarta-feira (17) deixou todas as regiões em estado de atenção e deixa pontos de alagamento intransitáveis, de acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências). A situação foi noramalizada às 20h45.

Entre 18h56 e 20h45, a subprefeitura do Ipiranga entrou em alerta por conta do transbordamento do Ribeirão dos Meninos, na Av. Guido Aliberti, na altura da Estrada das Lágrimas, na divisa com São Caetano do Sul.  O alerta já valia na região desde 17h55, por conta do risco de transbordamento no córrego Ipiranga, na região da praça Leonor Kauppa, altura da avenida Abraão de Morais - a situação também foi normalizada às 20h45.

Das 17h33 às 18h48, a região da subprefeitura do Campo Limpo, na zona sul, também entrou em alerta por risco de transbordamento do córrego Morro do S, e das 18h26 às 18h48 por conta do transbordamento do córrego Pirajussara, na altura da rua João Santucci.

Das 18h23 às 18h48, foi a vez da subprefeitura da Penha entrar em alerta, por conta do risco de transbordamento do córrego Franquinho, na avenida Dom Hélder Câmara.

O Corpo de Bombeiros registrou 13 chamados de quedas de árvore e cinco de enchentes na capital e na região metropolitana entre 15h e 18h.

Aeroportos

O aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, operou por instrumentos de 18h05 até 18h31. Neste período, um voo que vinha de Porto Alegre alternou para o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, e outro que vinha do aeroporto Santos Dumont, também no Rio de Janeiro, alternou para Viracopos, em Campinas, no interior do estado.

Já o Aeroporto Internacional de Guarulhos não teve interferências em sua operação, como atrasos ou cancelamentos de voos.

Os ventos chegaram a 46,3 km/h na região do aeroporto de Congonhas às 17h26.

A cidade registrou 52 pontos de alagamento, sendo 36 intransitáveis e 16 transitáveis. Às 21h20, ainda estavam ativos 11 pontos intransitáveis, segundo o CGE.

Últimas