São Paulo Chuva deixa cidade de São Paulo em estado de atenção para alagamento

Chuva deixa cidade de São Paulo em estado de atenção para alagamento

Todas as regiões receberam alerta do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência). Motoristas enfrentam, também, problemas no trânsito

Chuva em São Paulo

Ponto de alagamento na avenida Nove de julho, no centro de São Paulo, hoje (26)

Ponto de alagamento na avenida Nove de julho, no centro de São Paulo, hoje (26)

Nelson Antoine / Estadão Conteúdo / 26.02.2019

A chuva que atinge a cidade de São Paulo no início da tarde desta terça-feira (26) deixou todo o município em estado de atenção para alagamentos, além de registrar rajadas de vento no aeroporto de Marte.

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), as zonas sul, oeste, norte, leste, sudeste e centro entraram em alerta às 13h25. No mesmo horário, o órgão emitiu atenção para as marginais Tietê e Pinheiros.

Leia mais: Chuva cancela reintegração de posse no Jardim Ângela em SP

Uma grande área de chuvas moderadas com pontos fortes se aproxima da Grande São Paulo. Segundo o órgão, esperam-se pancadas de chuva que devem se estender para o decorrer da tarde, o que em conjunto com o solo encharcado eleva o potencial para formação de alagamentos, queda de árvores, transbordamento de rios e deslizamentos de terra na cidade.

O aeroporto do Campo de Marte, na zona norte da capital paulista, registrou rajada de vento de 50 km/h às 6h10. 

Mais cedo, o Corpo de Bombeiros contabilizou, desde as 18h de ontem (25), quando começou o mau tempo, 25 desabamentos e desmoronamentos. Foram registrados também cinco pontos de enchentes e queda de 325 árvores, até 8h desta terça. Uma árvore caiu em cima de um ônibus da SPTrans, na praça João Mendes, na altura da rua Anita Garibaldi, na região da Sé, e, por isso, há ocupação total da via, por volta de 15h, assim como na avenida Berna, em Socorro, onde uma árvore atingiu um carro.

Motoristas também enfrentaram problemas no trânsito durante a manhã. Ao todo, foram 148 quilômetros de congestionamento, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). No início da tarde, a autarquia apontou 15 km de lentidão. Ao todo, o CGE apontou 40 pontos de alagamentos, sendo cinco ativo no início da tarde — destes, um é intransitável.

Medidas simples podem amenizar os efeitos dos alagamentos:

- Evite transitar em ruas alagadas;

- Se a chuva causou inundações, não se aventure a enfrentar correntezas.

- Fique em lugar seguro. Se precisar, peça ajuda;

- Mantenha-se longe da rede elétrica e não pare debaixo de árvores. Abrigue-se em casas e prédios;

- Planeje suas viagens, para que haja menor possibilidade de enfrentar engarrafamentos causados por ruas bloqueadas.

Confira: Paulistano pode cobrar até R$ 20 mil da prefeitura se perder imóvel por inundação

Próximos dias

O tempo segue instável nos próximos dias com as chuvas na forma de pancadas concentradas no período das tardes, segundo o CGE. Na quarta-feira (27) o tempo segue instável com chuvas alternadas com períodos de melhoria no decorrer do dia. Os termômetros variam entre mínimas de 19ºC e máximas inferiores aos 25ºC.

A quinta-feira (28) deve apresentar muita nebulosidade e chuvas, que se alternam com períodos de melhoria. O céu permanece com muitas nuvens e as temperaturas não sobem muito. As mínimas oscilam em torno dos 18°C, enquanto as máximas não devem superar os 24°C.

*Colaborou Elizabeth Matravolgyi, da Agência Record, com informações da Agência Brasil