São Paulo Cidade da Criança é fechada depois de 51 anos de operação no ABC

Cidade da Criança é fechada depois de 51 anos de operação no ABC

Grupo administrador anunciou encerramento por meio das redes sociais. Parque já estava fechado há mais de cinco meses, por causa da pandemia

  • São Paulo | Do R7

Após 51 anos de operação, o parque Cidade da Criança vai encerrar suas operações em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. A informação foi anunciada nesta quarta-feira (26) pelo grupo Expoaqua, administrador do parque, por meio de publicação nas redes sociais da empresa. 

O comunicado não esclarece os motivos que levaram o grupo a fechar o parque Cidade da Criança. Por meio da nota, a empresa também afirmou que devolverá o dinheiro das reservas feitas para os meses seguintes. O parque estava fechado há mais de cinco meses, depois que o governo de São Paulo decretou a quarentena no estado para combater a pandemia do novo coronavírus

Parques temáticos e de diversões só devem voltar a funcionar na fase verde da pandemia, classificada pelo Plano São Paulo, de retomada econômica. Na última atualização do governo, nenhuma macrorregião do estado está nesta fase.

Parque fechará após 51 anos de funcionamento

Parque fechará após 51 anos de funcionamento

Reprodução Facebook

A expectativa é de que os parques temáticos sejam reabertos somente a partir de outubro, com a exigência de que as regiões se mantenham por 28 dias consecutivas na fase verde. Um abaixo-assinado pedindo pela flexibilização da reabertura do parque já foi criado, e conta com mais de 1.300 assinaturas.

Tragédia no parque há um ano

Em julho do ano passado, uma mulher morreu no parque, após cair de um brinquedo. Na época, o estabelecimento expressou solidariedade aos familiares da vítima e informou que aguarda os laudos periciais e médicos para que o caso "seja completamente esclarecido".

"O Parque Cidade da Criança ressalta que o socorro médico foi prestado imediatamente à vítima, que foi transportada até um hospital pelo Samu", afirmou. Ainda de acordo com o parque de diversões, foi o primeiro incidente registrado no local em seus mais de 50 anos de funcionamento.

Últimas