Novo Coronavírus

São Paulo Cidade de São Paulo passará para fase verde da retomada econômica

Cidade de São Paulo passará para fase verde da retomada econômica

Estado deixará de contabilizar nos números da capital pacientes com covid-19 que residem em outras cidades. Medida será anunciada na sexta (9). 

  • São Paulo | Daniela Salerno, da Record TV

Grafite em São Paulo presta homenagem a trabalhadores da Saúde

Grafite em São Paulo presta homenagem a trabalhadores da Saúde

Amanda Perobelli/Reuters - 18.08.2020

Após mais de noventa dias na Fase 3-Amarela, a maior cidade do país passa para a etapa de menor restrição do plano de flexibilização, a Fase 4-Verde do Plano São Paulo, que regula a retomada econômica gradual em todo o estado. A decisão será anunciada nesta sexta-feira (9) pelo governo estadual, atendendo demanda da gestão municipal, após inúmeras reuniões entre autoridades do Palácio dos Bandeirantes e da prefeitura.


Até agora, o sistema do governo do estado contabilizada como sendo da capital as internações de pessoas que vieram de fora. A prefeitura, por sua vez, reclamava há meses que essas internações não deveriam constar como paulistanas, já que inflam os dados da cidade.

Cerca de 17% das internações da cidade de São Paulo são de pessoas que não residem na capital, de acordo com dados fornecidos pela SMS (Secretaria Municipal de Saúde).

Com a filtragem dos dados, as internações passam a ser registradas pelo domicílio do paciente. Atualmente, a capital apresenta baixos índices de internação: 37% em UTI e 40% em leitos de enfermaria.

Integrantes do comitê de saúde criado pelo governo se mostraram receosos com a mudança sob alegação de que teremos feriados nas próximas semanas e que isso poderia incentivar a população a levar menos a sério os protocolos preventivos, como evitar aglomeração.

Na prática, na capital, a mudança vai impactar diretamente o setor da cultura, que ainda permanece fechado. Os protocolos para a reabertura de cinemas e museus, por exemplo, já foram assinados. A data para a reabertura no setor cultural ainda está em debate.

Últimas