Coronavírus

São Paulo Cidade de SP não tem 2ª dose da AstraZeneca em 91% dos postos

Cidade de SP não tem 2ª dose da AstraZeneca em 91% dos postos

Fiocruz retomou entregas dos imunizantes há semanas mas problemas de abastecimento persistem na capital paulista

São Paulo registrou falta da AstraZeneca diversas vezes em setembro

São Paulo registrou falta da AstraZeneca diversas vezes em setembro

Raquel Portugal/Acervo Fiocruz Imagens

A cidade de São Paulo sofreu com a falta da 2ª dose da vacina contra covid-19 da AstraZeneca em 493 postos de saúde nesta terça-feira (28) — 91% dos 539 postos da capital —, segundo dados do portal De Olho Na Fila, da prefeitura de São Paulo, atualizados às 16h.

Desde que a Fiocruz anunciou a paralisação da produção por falta de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), a escassez da vacina tem se repetido na capital paulista. No dia 9 de setembro, metade dos postos estavam sem a vacina da AstraZeneca, problema que persistiu até semana posterior. No dia, 22 deste mês, a capital registrou 70% dos postos sem a vacina para completar o esquema vacinal dos paulistanos.  

Com entregas atrasadas para a 2ª dose, o imunizante foi responsável pela vacinação da maioria dos brasileiros. Os problemas de logística já chegaram a deixar 200 mil paulistanos com a 2ª dose atrasada, no início deste mês. 

Para driblar o problema, a prefeitura passou a permitir a aplicação da vacina da Pfizer como 2ª dose para aqueles que receberam a primeira aplicação da Fiocruz. 

As entregas da Fiocruz foram normalizadas no dia 12 de setembro, após duas semanas com produção paralisada. Nesta terça-feira, mais 2,4 milhões de doses da vacina foram entregues ao Ministério da Saúde, totalizando 103,4 milhões repassadas pela Fiocruz aos brasileiros.

Últimas