Cidade de SP terá o primeiro fim de semana de bares abertos à noite

Período permitido para a abertura continua sendo restrito a seis horas diárias, que podem ser consecutivas ou em dois turnos de 3 horas, encerradas às 22h

Primeiro dia de reabertura, na quinta (6), não registrou aglomerações

Primeiro dia de reabertura, na quinta (6), não registrou aglomerações

DANIEL TEIXEIRA / ESTADÃO CONTEÚDO - 06.08.2020

Bares e restaurantes da cidade de São Paulo terão, a partir deste sábado (8), o primeiro fim de semana em que poderão funcionar até às 22h. Inicialmente, o estado permitia a abertura desses estabelecimentos somente até as 17 horas.

O período liberado, porém, continua restrito a seis horas diárias, que podem ser consecutivas ou não. Existe a possibilidade de funcionamento em dois turnos de três horas, de acordo com a escolha dos proprietários;

Leia mais: Mais da metade dos bares em SP faturam apenas 10% da receita

Até o anúncio desta quarta-feira, o atendimento aos clientes era somente até as 17h. Esta primeira restrição de horário causou polêmica entre muitos representantes do setor, principalmente de bares, que afirmavam não valer a pena abrir apenas durante o dia.

Na capital, um protocolo assinado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) previa a liberação dos estabelecimentos até as 22h, mas condicionava à autorização estadual. Dessa forma, até então, prevalecia a regra das 17h. 

Covas afirmou ainda que lançará um projeto piloto com o objetivo de estabelecer regras para o uso das calçadas para pedestres e clientes de estabelecimentos comerciais. A partir desse projeto, o prefeito afirmou que serão testadas as possibilidades na cidade de São Paulo.

São Paulo tem primeira noite de reabertura de bares nesta quinta (6)