São Paulo Cidades da Grande SP suspendem vacinação por falta do imunizante

Cidades da Grande SP suspendem vacinação por falta do imunizante

Cajamar, Cotia, Diadema, São Lourenço da Serra, Suzano, Taboão da Serra e Embu das Artes suspenderam a 2º dose da da Coronavac

  • São Paulo | Letícia Dauer e Mariana Rosetti, da Agência Record

Cidades de SP suspendem vacinação contra covid-19

Cidades de SP suspendem vacinação contra covid-19

Governo do Estado de São Paulo - 10.04.2021

Pelo menos sete municípios da região metropolitana de São Paulo suspenderam a aplicação da segunda dose da Coronavac por falta do imunizante nos estoques até esta quinta-feira (13).

A reportagem questionou as 39 cidades que compõe a região metropolitana de São Paulo, sendo que Cajamar, Cotia, Diadema, São Lourenço da Serra, Suzano, Taboão da Serra e Embu das Artes confirmaram a suspensão da aplicação da D2 da Coronavac, contra a covid-19.

A Prefeitura de Osasco, por sua vez, informou que a vacinação ainda não foi suspensa, porém, que já foi registrado falta do imunizante em algumas unidades de saúde.

Durante coletiva de imprensa realizada na última quarta-feira (12), o governador do Estado de São Paulo, João Doria, informou que conversou com o embaixador da China, Wanming Yang, sobre a liberação de insumos para a produção de novos lotes.

Até esta quinta-feira (13), o Instituto Butantan ainda não tem uma previsão de quando os insumos serão liberados pelo governo chinês. Até isso acontecer, a produção da Coronavac está paralisada. 

Os municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Ribeirão Pires, Itapevi, Guararema, Itaquaquecetuba, Jandira, Carapicuíba, Mairiporã, Poá, Barueri, Pirapora do Bom Jesus, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Santo André, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Caieiras, Arujá, Biritiba Mirim, dizem que a vacinação da segunda dose segue normal.

Últimas