Novo Coronavírus

São Paulo Cinco cidades do interior de São Paulo recuam para fase vermelha

Cinco cidades do interior de São Paulo recuam para fase vermelha

Municípios de Araçatuba, Bauru, Franca, Piracicaba e Sorocaba regrediram para a fase um (vermelha) e Barretos evoluiu para a fase dois (laranja)

  • São Paulo | Do R7

Municípios do interior, como Campinas, passam para a fase vermelha do plano

Municípios do interior, como Campinas, passam para a fase vermelha do plano

Wagner Souza / Estadão Conteúdo / 20/06/2020

Os municípios de Araçatuba, Bauru, Franca, Piracicaba e Sorocaba no interior de São Paulo, regrediram da fase dois (laranja) para a fase um (vermelha) no plano de reabetura do estado, anunciado pelo governo do estado. No sentido contrário, a cidade de Barretos evoluiu da fase um (vermelha) para a dois (laranja). A informação foi divulgada na coletiva de imprensa desta sexta-feira (26). 

Leia mais: SP avança de fase e permite abertura de bares e restaurantes

O plano de reabertura das cidades é regionalizado e gradual. "Grande parte das cidades que ficaram no vermelho foi pelo aumento do número de casos", afirmou Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento regional do estado.

"Houve uma melhora dos indicadores na capital paulista, por outro lado, no interior, uma presença e um crescimento grande da epidemia. Por isso se está fazendo um trabalho para a melhoria da epidemia." Estão na fase um (vermelha) as cidades de Franca, Ribeirão Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, Bauru, Registro e Piracicaba.

"Como previu o Centro de Contigência de Combate ao Coronavírus, a epidemia ao longo do tempo perderia força na capital, mas ganharia força no interior do estado de São Paulo. O plano São Paulo vem seguindo seu curso com sucesso e credibilidade", disse Doria.

Doria anunciou ainda, nesta sexta-feira (26), o sexto período heterogêneo da quarentena, que deverá se estender entre os dias 29 de junho até o dia 14 de julho. "Nenhuma área está livre da doença, nenhuma pessoa está livre da contaminação", afirmou o governador. A coletiva de imprensa, na qual foi feito o anúncio, teve a participação do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que se recuperava da covid-19 em casa.

undefined

undefined

Divulgação

Últimas