Novo Coronavírus

São Paulo Colombianos acampam em aeroporto à espera de repatriação

Colombianos acampam em aeroporto à espera de repatriação

Cerca de 180 pessoas, entre adultos e crianças, dividem com colchões e malas espaço em corredores e saguões de terminal em Guarulhos

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Grupo divide espaço do aeroporto com roupas colchões, malas e toalhas

Grupo divide espaço do aeroporto com roupas colchões, malas e toalhas

Reprodução/Record TV

Um grupo de 180 colombianos está acampando no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, aguardando um voo de repatriação na tentativa de voltar para a Colômbia em meio à pandemia do novo coronavírus. Para conseguirem embarcar, os imigrantes teriam que pagar cerca de US$ 400 pela passagem.

Veja como se prevenir e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Uma família relatou que vivia há 7 anos no Brasil, mas perderam tudo. Crianças também fazem parte do grupo que divide o espaço do aeroporto com roupas colchões, malas e toalhas. A alimentação dos adultos e crianças depende das doações de pessoas que passam pelo local.

Alguns deles trabalhavam na região do Brás e perderam o emprego durante o período de isolamento social. Sem dinheiro para pagar o aluguel e se manterem no país, agora tentam voltar para a Colômbia. 

De acordo com a Embaixada da Colômbia no Brasil, três voos de repatriação já foram realizados desde o final de abril, transportando 346 pessoas. Um novo voo está para ser confirmado e o custo deve ser arcado por cada passageiro.

A embaixada informa também que ofereceu aos acampados a possibilidade de se dirigirem a albergues de Guarulhos ou São Paulo, mas eles preferiram permanecer no aeroporto e afirmaram que só saem de lá com um voo gratuito.

A embaixada afirma que a maioria do grupo é formada por pessoas residentes em São Paulo ou que possuem lugares para passar a noite. Foi informado pela embaixada que o trâmite para que haja um possível novo voo seguem os mesmos, não importa onde os cidadãos estejam abrigados. 

A orientação é que as pessoas que necessitam de um voo humanitário entrem em contato com os consulados por e-mail, para que sejam avisadas assim que houver uma confirmação. Em São Paulo, o endereço é csaopaulo@cancilleria.gov.co.

Últimas