São Paulo Com atraso e menos leitos, hospital de campanha é inaugurado em SP

Com atraso e menos leitos, hospital de campanha é inaugurado em SP

Unidade no centro de São Paulo que seria entregue 31 de março, com 180 leitos, foi inaugurado nesta terça (13), com 30 leitos

  • São Paulo | Do R7

Hospital de campanha inaugurado no centro de SP

Hospital de campanha inaugurado no centro de SP

MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO

Com quase duas semanas de atraso, o Governo de São Paulo inaugurou, nesta terça-feira (13), o Hospital de Campanha Santa Cecília, no centro da capital paulista, para atender exclusivamente casos graves de pacientes com covid-19.

De acordo com o governo pauslista, a unidade foi inaugurada com 20 leitos de enfermaria e 10 de UTI (unidade de terapia intensiva), e a previsão é que, ainda neste mês de abril, esse número dobre. Mesmo se cumprir a nova promessa, a quantidade será três vezes menor do que o que foi divulgado inicialmente, quando anunciava 180 leitos, sendo 130 de enfermaria e 50 de UTI.

A quantidade de profissionais que vão atuar na unidade segue o mesmo que o divulgado no mês passado. "Temos cerca de 900 profissionais que vão trabalhar neste Hospital de Campanha, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e funcionários administrativos. O investimento do Governo de São Paulo é de R$ 12 milhões por mês", disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Ainda segundo o Governo de São Paulo, com a nova unidade, o Estado conta com 12 hospitais de campanha ativados para garantir assistência nesta segunda onda da pandemia. "Outros 122 leitos de UTI e 131 de enfermaria estão em funcionamento nos hospitais de campanha instalados pelo Governo de São Paulo em serviços que passaram por adequações para atender casos da doença", informou por meio de nota.

O R7 questinou a Secretaria Estadual de Saúde sobre a quantidade de leitos e o atraso para entrega da unidade. No entanto, não houve retorno até a publicação desta reportagem.

Últimas