Novo Coronavírus

São Paulo Com avanço da covid-19, governo adianta reclassificação de Plano SP

Com avanço da covid-19, governo adianta reclassificação de Plano SP

Mudanças ocorreriam, segundo Centro de Contingência da Covid-19, somente no dia 5 de fevereiro

  • São Paulo | Do R7

Índices de transmissão tem aumentado em São Paulo

Índices de transmissão tem aumentado em São Paulo

Cris Faga/Folhapress - 19.12.2020

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (13) que adiantará a reclassificação do Plano São Paulo, criado para controlar a disseminação de covid-19 no estado, para esta sexta-feira (15). Na última sexta-feira (8), quando foi anunciada a primeira atualização do plano deste ano, o governo e os membros do Centro de Contingência da Covid-19 haviam dito que novas orientações seriam anunciadas no dia 5 de fevereiro.

De acordo com o secretário estadual de saúde, Jean Gorinchteyn, foram registrados 15.277 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas no estado. O secretário afirmou ainda foram registrados também 323 óbitos. 

A média móvel de casos nos últimos 5 dias está acima de 10 mil casos e 200 mortes. A média de internações no estado é superior a 1.600. De acordo com Gorinchteyn, os números são semelhantes aos de agosto de 2020, quando, segundo ele, o estado estava no pico da pandemia. "Sabíamos que a situação era preocupante", afirmou Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19.

"Tinhamos uma grande preocupação com o fim do ano e as aglomerações e, nos últimos dias, observamos que continuamos com essa tendência e que seria necessário adiantar a reclassificação para algumas regiões do estado", disse Menezes. 

Na sexta-feira, três regiões regrediram para a fase laranja e uma evoluiu no plano de reclassificação. As mudanças ocorreram nas regiões de Marília, Sorocaba e Registro, no interior de São Paulo, que estavam na fase amarela, e foram reclassificadas para a fase laranja do plano.

Já a região de Presidente Prudente, que estava na vermelha, evoluiu para a laranja. Isso significa dizer que 10% da população do estado está em cidades classificadas na etapa laranja e 90%, nos municípios que estão na fase amarela.

O Plano São Paulo também sofreu modificações nos critérios para mudança de fases. Na laranja, houve ampliação das atividades permitidas para todos os setores, a capacidade limitada de 20% foi para 40% de ocupação para todos os setores. O funcionamento máximo de estabelecimento que era limitado a 4 horas por dia mudou para 8 horas.

Últimas