São Paulo Com chuvas, Prefeitura de Ubatuba (SP) decreta situação de emergência

Com chuvas, Prefeitura de Ubatuba (SP) decreta situação de emergência

Doze bairros foram atingidos pelas enchentes do início do ano e mais de 100 pessoas estão em abrigos ou casa de parentes

  • São Paulo | Do R7

A Prefeitura de Ubatuba, no litoral de São Paulo, decretou situação de emergência na cidade após as fortes chuvas. Mais de 100 moradores da região estão na casa de parentes ou em abrigos, montados provisoriamente na Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves e na Escola Simeão, no bairro do Taquaral.

O número de desalojados chegou a 143 no município. Mas algumas famílias, que tiveram de deixar as casas, já conseguiram retornar aos lares.

O temporal atingiu 12 bairros e, segundo a prefeitura, "a situação de emergência foi decretada para garantir o bem-estar da população e das atividades socioeconômicas dos locais atingidos".

A Defesa Civil do Estado enviou duas equipes ao município para atuar em conjunto com a Defesa Civil de Ubatuba na vistoria dos locais afetados pelas chuvas. A população também recebeu orientação sobre os riscos de enfrentar enchentes.

Doze bairros foram atingidos fortemente pelas chuvas e têm famílias desalojadas

Doze bairros foram atingidos fortemente pelas chuvas e têm famílias desalojadas

Divulgação / Prefeitura de Ubatuba

Em todas as regiões da cidade houve registros de quedas de árvore, obstrução de vias, alagamento e deslizamento de terra. Alguns bairros da região norte ficaram sem energia. Os problemas no abastecimento de água foram normalizados. 

A cidade litorânea recebeu muitas doações de cobertores, roupas, colchões, materiais de higiene e alimentos, mas a prefeitura enfatizou que, no momento, a maior necessidade é a arrecadação de alimentos e produtos de limpeza.

A prefeita Flavia Pascoal reconhece a importância de buscar soluções efetivas para os alagamentos na cidade: “Sabemos que não temos canais ou planos de drenagem. Por isso, já estamos nos mobilizando para elaborar um plano e buscar recursos a fim de equiparar esse déficit de drenagem urbana”.

O alerta continua porque há previsão de chuva ao longo da semana na cidade.

Últimas