Novo Coronavírus

São Paulo Com feriado, cidade de São Paulo alcança taxa de isolamento de 52%

Com feriado, cidade de São Paulo alcança taxa de isolamento de 52%

No Estado, a taxa foi menor, de 49%, uma vez que as demais cidades não anteciparam o feriado, como foi feito na capital

Agência Estado
Apesar de feriado, houve trafego intenso de veículos na Marginal Pinheiros

Apesar de feriado, houve trafego intenso de veículos na Marginal Pinheiros

Felipe Rau/ Estadão Conteúdo / 22/05/2020

A taxa de isolamento social na capital paulista na quinta-feira (21), ficou em 52%, melhor índice para uma quinta desde março. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (22) pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social, e é resultado do feriadão decretado pelas autoridades municipais para tentar frear o avanço do coronavírus na cidade.

Leia mais: Maioria dos deputados estaduais vota contra o lockdown em SP

No Estado, a taxa foi menor, de 49%, uma vez que as demais cidades não anteciparam o feriado, como foi feito na capital. Na noite da quinta, entretanto, a Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei que antecipa para a próxima segunda-feira (25), o feriado da Revolução Constitucionalista, de 1932, que é comemorado no Estado em 9 de julho. Esse feriado valerá para todo o Estado, incluindo também a capital, criando um fim de semana prolongado.

Leia mais: Vídeo com enfermeiros 'forjando' casos de covid-19 em SP é falso

Nesta sexta, intervalo entre os feriados, a capital está em ponto facultativo, e parte do comércio está aberta. Se os índices se mantiverem superior a 50%, esta terá sido a melhor semana desde a segunda semana da quarentena, em 29 de março. Na quarta, primeiro dia do feriado, a taxa foi de 51%.

Leia mais: SP: Seis lavatórios públicos são instalados na favela de Heliópolis

Os índices, entretanto, ainda estão bem abaixo do que as autoridades de saúde do Estado consideram como ideal: 70%. Na semana que vem, após o feriadão, Prefeitura e governo do Estado devem anunciar as mudanças da atual quarentena, que acaba no dia 31.

Últimas