São Paulo Com feriado, SP só entra na fase vermelha às 20h desta segunda 

Com feriado, SP só entra na fase vermelha às 20h desta segunda 

No dia em que a capital faz 467 anos, restrição máxima do Plano SP entra vigor como nos demais municípios do estado 

  • São Paulo | Do R7

Movimento de passageiros na Estação Barra Funda, na zona oeste de São Paulo

Movimento de passageiros na Estação Barra Funda, na zona oeste de São Paulo

Vinícius Nunes/ASI/Estadão Conteúdo – 06.01.2021

A cidade de São Paulo completa 467 anos nesta segunda-feira (25). Apesar de ser um feriado, ainda está em vigor a fase laranja do Plano São Paulo, que regula a flexibilização das atividades econômicas em todo o estado. 

Inicialmente, o governo havia informado que a capital entraria na fase vermelha já na manhã desta segunda por causa do feriado de aniversário da cidade. Porém, depois corrigiu a informação e informou que as restrições só valeriam a partir das 20h como nos demais municípios de estado.

Nesta segunda-feira, entram em vigor as novas regras do plano, anunciadas pelo governo na sexta-feira (22). Sete regiões passam a seguir os protocolos da fase vermelha: Presidente Prudente, Marília, Bauru, Franca, Barretos, Sorocaba e Taubaté. Outras dez regiões adotam a fase laranja: Araçatuba, São José do Rio Preto, Araraquara, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Piracicaba, Campinas, Grande São Paulo, Registro e Baixada Santista.

Mesmo nas regiões em fase laranja, as regras da fase vermelha devem ser adotadas nos dias úteis, no horário de 20h às 6h, e também aos sábados, domingos e feriados das próximas duas semanas. A regra vale, portanto, para os dias 30 e 31 de janeiro e 6 e 7 de fevereiro. A capital adota a restrição nesta segunda justamente por conta do feriado. 

A mudança ocorreu por conta do aumento dos casos, internações e mortes por conta da pandemia no estado. Na sexta-feira, a taxa de ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com covid-19 estava em 71,1% no estado e 71,6% na Grande São Paulo. Havia 6.044 internados em UTIs e 7.659 em enfermarias. O número de caso estava em 1.679.759 e o de óbitos em 51.192.

As cirurgias eletivas foram canceladas e mais 750 leitos de UTI destinados a covid-19 foram abertos no estado. Segundo o governo, sem medidas mais restritivas, se o aumento de internações se mantivesse no mesmo ritmo, os leitos de UTI para estes pacientes de esgotariam em 28 dias.

Últimas