Novo Coronavírus

São Paulo Começa 2º ciclo de vacinação em Serrana para estudo sobre contágio

Começa 2º ciclo de vacinação em Serrana para estudo sobre contágio

Butantan lidera pesquisa no interior de São Paulo para identificar eficiência de vacina na diminuição de transmissibilidade do vírus

  • São Paulo | Do R7

Imunização ocorre das quartas aos domingos, das 14h às 20h30

Imunização ocorre das quartas aos domingos, das 14h às 20h30

Divulgação/Instituto Butantan

O Instituto Butantan e o governo do Estado de São Paulo iniciaram nesta quarta-feira (17) o segundo ciclo de vacinação em massa contra a covid-19 na cidade de Serrana (SP), onde ocorre um estudo clínico para verificar a redução do contágio pelo novo coronavírus no município a partir da imunização.

O chamado Projeto S já aplicou a primeira dose da CoronaVac em 27.621 pessoas, mais de 97% do total dos inscritos no estudo.

O objetivo deste estudo, coordenado pelo Butantan com parceria com a USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto, é avaliar a eficácia do imunizante produzido pela chinesa Sinovac na diminuição da transmissibilidade do coronavírus a partir da vacinação em massa dos munícipes.

Para isso, toda a cidade será imunizada antecipadamente em relação ao restante do país.

A previsão para os resultados do Projeto S, segundo o órgão, é para meados do mês de maio.

Divisão por grupos

A pesquisa separou a cidade por quatro grupos, chamado de clusters e divididos pelas cores verde, amarela, cinza e azul.

Os cadastrados no estudo são vacinados a cada semana de acordo com o seu grupo.

Do cluster verde, 6.763 foram vacinadas com a primeira dose, 6.840 pessoas no amarelo, 6.049 no cinza e 8.329 no azul.

Próxima fase

A segunda dose será dividida da seguinte forma nas próximas semanas: o grupo verde em 17 de março, o amarelo no dia 24, o cinza a partir do dia 31 e o azul em 7 de abril. A imunização ocorre de quartas e domingo, das 14h às 20h30.

Últimas