Novo Coronavírus

São Paulo Comércio abre e SP adota fase amarela a partir deste sábado (6)

Comércio abre e SP adota fase amarela a partir deste sábado (6)

Na capital e na Grande SP, restaurantes, shoppings, academias, salões de beleza e outras lojas podem abrir por 12h, entre 6h e 22h

Restaurantes, shoppings, academias, salões de beleza e outras lojas poderão abrir das 6h às 20h

Restaurantes, shoppings, academias, salões de beleza e outras lojas poderão abrir das 6h às 20h

KAREN FONTES / CÓDIGO19 / ESTADÃO CONTEÚDO

A nova classificação do Plano SP, anunciada na sexta-feira (5), começa a vigorar neste sábado (6). A capital paulista, a Grande São Paulo e outras cinco regiões do estado avançam para a fase amarela. Quatro regiões adotam a fase laranja.

Nas regiões em fase amarela, restaurantes, shoppings, salões de beleza, academias e outros comércios não essenciais podem funcionar ao longo de 12 horas entre 6h e 20h. Os bares poderão abrir por 10 horas, entre 6h e 20h. Todos os estabelecimentos devem operar com 40% da capacidade. A regra vale para a Região Metropolitana, Registro, Araçatuba, Baixada Santista, Presidente Prudente e Campinas.

Nas regiões em fase laranja, os bares não podem abrir. Shoppings centers, comércios, serviços, restaurantes, saloes de beleza, barbearias e academias podem funcionar por 8 horas, entre 6h e 20h, com 40% da capacidade. A restrição vale para as regiões de Barretos, Marília, Piracicaba, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté.

Estão na fase vermelha as regiões de Araraquara, Bauru e Franca. Nos períodos de fase vermelha, funcionam somente os serviços considerados essenciais. O atendimento presencial em restaurantes, comércios e lanchonetes fica proibido, mas os serviços de entrega podem funcionar normalmente. Shopping centers, academias, salões de beleza e barbearias também não podem abrir. Eventos, convenções e atividades culturais presenciais estão proibidas.

A previsão era manter a quarentena mais rígida até o próximo dia 7 de fevereiro nas regiões da fase laranja, que conviviam com um modelo híbrido, com a fase vermelha em vigor apenas aos finais de semana e entre 20h e 6h durante a semana.

No último fim de semana (dias 30 e 31 de janeiro), todas as regiões do estado — mesmo aquelas na fase laranja — tiveram de adotar a fase vermelha, em resposta ao aumento de casos, internações e mortes provocadas pela pandemia. Com a melhora nos números, na quarta-feira (3), o governo suspendeu a fase mais restritiva da quarentena e na sexta, anunciou a nova classificação do Plano SP.

A justificativa do governo para a mudança foi a queda de 11% nas internações em leitos e UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) nas redes pública e privada. De acordo com o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, Paulo Menezes, há uma redução lenta, mas progressiva nos indicadores da evolução da pandemia no Estado.

Com o avanço da cidade de São Paulo para fase amarela, a prefeitura paulistana anunciou que, a partir da próxima segunda-feira (8), os parques municipais voltarão a funcionar nos horários normais, atendendo a orientação definida pelo governo do estado, que deve funcionar das 6h às 22h. Dentre as atividades permitidas na volta, estão caminhada, corrida, trilha e ciclismo (a depender da estrutura do parque), no entanto, não foram liberados o uso de bebedouros (leve e atividades coletivas que promovam aglomerações.

A nova fase também permite, conforme explica a prefeitura, que os centros esportivos e clubes da comunidade voltem a funcionar. Os equipamentos estarão abertos ao público durante 10 horas por dia, com ocupação máxima de 40% de sua capacidade total.

Últimas