São Paulo Comitê de candidata atacada em SP foi alvo de incêndio em outubro

Comitê de candidata atacada em SP foi alvo de incêndio em outubro

Candidata Solange Freitas (PSDB) teria começado a andar em carro blindado após sofrer ameaças durante campanha em São Vicente, no litoral de SP

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Candidata foi alvo de ataque nesta quarta-feira (11)

Candidata foi alvo de ataque nesta quarta-feira (11)

Divulgação/Facebook

A candidata à prefeitura de São Vicente, no litoral de São Paulo, Solange Freitas (PSDB) já havia relatado, durante transmissões ao vivo nas redes sociais, que estava sendo perseguida e ameaçada, e teve o comitê de campanha invadido e incendiado em outubro. Na manhã desta quarta-feira (11), o carro onde ela estava foi atacado por tiros.

Ninguém que estava no veículo ficou ferido pois, segundo ela, desde que começou a ser ameaçada, passou a andar com o carro blindado.

Imagens de uma câmera de segurança, que é usado pela polícia para buscar os criminosos, mostram um homem em uma moto se aproximando do veículo de Solange. Ele dispara pelo menos quatro vezes contra a janela dos passageiros e foge em seguida. 

Nas redes sociais, políticos ligados ao partido e outras personalidades prestaram solidariedade à candidata de São Vicente. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o ataque "é uma violência condenável e um ataque à democracia". O governador disse que determinou que a Polícia Civil esclareça o caso e prenda o criminoso.

O prefeito de Itanhaém, também no litoral paulista, Marco Aurélio Gomes também repudiou o que considerou como "atentado à democracia", e disse que vão continuar levando para a população suas ideias e propostas.

Últimas