Compartilhamento da coronavac será decidido até 21/10, diz Doria

Governador se reunirá com ministro da Saúde para decidir se governo federal fará a aquisição, distribuição e aplicação do imunizante pelo SUS

Doria disse não descartar negociar diretamente com outros Estados

Doria disse não descartar negociar diretamente com outros Estados

Flavio Corvello/Futura Press/Folhapress - 14.10.2020

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o próximo dia 21 é a data-limite para a definição de como será feita a aplicação da vacina Coronavac, contra o novo coronavírus, em desenvolvimento pelo Instituto Butantan.

Nesta data, Doria tem reunião prevista com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a fim de decidir se o governo federal fará a aquisição, distribuição e aplicação do imunizante pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

"O que São Paulo deseja é compartilhar a vacina brasileira do Butantan juntamente com o laboratório Sinovac para que outros Estados brasileiros possam também vacinar os seus habitantes. São Paulo vai vacinar, já garanti que aqui os 45 milhões de brasileiros serão vacinados", disse o governador.

Veja também: ‘Vontade de mandar a conta pro ministro’, diz Doria sobre André do Rap

Em paralelo, Doria tem se encontrado com representantes de outros Estados. Caso o governo federal opte por não fazer a compra do imunizante, o governador de São Paulo disse não descartar negociar diretamente com outros Estados.