São Paulo Condenado homem que matou catador com flechada em SP

Condenado homem que matou catador com flechada em SP

Júri popular condena  Denis Young Kim a 14 anos de prisão em regime fechado pelo crime, ocorrido no centro de capital, em 2019  

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Arma conhecida como besta foi utilizada para matar carroceiro em SP

Arma conhecida como besta foi utilizada para matar carroceiro em SP

Pixabay

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) condenou, nesta sexta-feira (21), Denis Young Kim a 14 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do carroceiro Aldemir Ribeiro Pontes, de 63 anos, com uma flechada, crime ocorrido em 2019, no centro de São Paulo. 

O homem foi condenado pela 1ª Vara do Júri, no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista, pelo crime de homicídio por motivo fútil e com recurso que dificultou a defesa da vítima. O crime foi cometido na rua Mamoré, altura do número 228, no bairro Bom Retiro, região central de São Paulo.

A Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de homicídio no endereço informado e, quando os agentes chegaram no local, encontraram Aldemir caído ao chão. Os policias receberam informações de que a própria vítima retirou a flecha de seu pescoço antes da chegada do socorro.

Uma testemunha contou à Polícia Civil que o assassino, que estava em um carro, e a vítima estavam discutindo. Então, o oriental apoiou na porta do carro um instrumento conhecido como besta, disparou a flecha e fugiu.

A filha da vítima, Diana Santana Pontes, contou que Aldemir coletava os materiais em hipermercados da região e era muito conhecido e querido, sem nenhum tipo de conflito com ninguém.

Ela disse ainda que o pai morava no Jardim Denise, em Guarulhos, na Grande São Paulo, e guardava a carroça em um estacionamento também localizado no bairro Bom Retiro.

Últimas