São Paulo Condenado por roubo, candidato a vereador é preso em São Paulo

Condenado por roubo, candidato a vereador é preso em São Paulo

Adilson Adriano Amadeu, filho do vereador Adilson Amadeu, chegou a apresentar documento de outro estado, com sobrenome diferente à polícia

Preso é candidato a vereador

Preso é candidato a vereador

Reprodução

A polícia de São Paulo prendeu o advogado e candidato a vereador Adilson Adriano Amadeu (PSB), que estava foragido da polícia há dois anos. Ele teve a prisão decretada depois de ser condenado por roubo e foi detido quando estava em uma clínica de estética.

Leia também: Paraguaio sumido há dez dias em Praia Grande é visto no ABC

Amadeu é filho de um vereador da capital, e foi condenado em 2018 a mais de 5 anos de prisão por um roubo.

Veja também: Grupo assalta ônibus e faz passageiros reféns na Grande SP 

Ao ser levado pela polícia, Amadeu apresentou um documento do Paraná com um sobrenome diferente. Para o delegado, disse que tudo não passava de uma confusão de nomes. Aceitou fazer a coleta de digitais e o sistema de identificação da Polícia Civil confirmou que era ele mesmo o homem considerado foragido.

Leia também: Identificado 5º suspeito após corpo de PM ser encontrado em carroça

O crime ocorreu em 2008. No processo, consta que Adilson usou violência física, fez graves ameaças e com uma arma de fogo e levou um carro de luxo de um ex-sócio.

Adilson passou a noite na carceragem de uma delegacia, onde ficou separado de outros presos por ter nível superior. Ele deve ser transferido para a penitenciária de tremembé, no interior de São Paulo.

Últimas