São Paulo Contra abusos, SP inaugura Posto de Apoio à Mulher no Sacomã

Contra abusos, SP inaugura Posto de Apoio à Mulher no Sacomã

A partir desta segunda-feira (8), 197 ônibus vão circular com adesivo da campanha de combate a crime sexual nos coletivos

  • São Paulo | Do R7

Prefeitura de SP inaugura Posto de Apoio à Mulher no Terminal Sacomã, na zona sul

Prefeitura de SP inaugura Posto de Apoio à Mulher no Terminal Sacomã, na zona sul

Divulgação / Prefeitura de SP

No Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura de São Paulo inaugurou nesta segunda-feira (8) o Posto de Apoio à Mulher, localizado no mezanino do terminal Sacomã, na zona sul da capital. No local, vítimas de abuso sexual e violência doméstica terão acolhimento e atendimento qualificado.

O posto vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas, com atendimento sigiloso realizado por assistente social em uma sala reservada. Há também um espaço com livros infantis e material para crianças, enquanto a mulher estiver em atendimento. 

A Secretaria de Mobilidade e Transportes e a SPTrans lançaram a campanha “Ponto Final ao abuso sexual nos ônibus de São Paulo", que será veiculada no Jornal do Ônibus, em toda a frota da capital, e em posts nas redes sociais.

A partir desta segunda-feira, 197 ônibus vão circular com adesivo da campanha. Até junho, a promessa é de que haverá coletivos adesivados circulando em todas as regiões, com o alerta “aqui o abuso sexual não ficará impune”.

A campanha, que deve durar até agosto, pretende incentivar a denúncia por parte das vítimas, de outras mulheres, testemunhas e de motoristas e cobradores. 

Segundo a prefeitura, "o combate ao abuso sexual no transporte público é um dos principais desafios da gestão ao longo dos últimos anos, com foco no treinamento dos profissionais e trabalho conjunto com entidades do Poder Público, de segurança pública e da sociedade civil".

A orientação é que os operadores chamem a polícia ou conduzam o ônibus até a delegacia mais próxima, onde a vítima poderá registrar o boletim de ocorrência. Em 2019, foram treinados 35.025 profissionais e, em 2020, outras 5.832 pessoas.

Ônibus adesivados contra o abuso sexual vão circular pela cidade a partir desta segunda-feira

Ônibus adesivados contra o abuso sexual vão circular pela cidade a partir desta segunda-feira

Divulgação / Prefeitura de SP

Canal de denúncia

A vítima do abuso sexual nos ônibus pode ligar para o 156, digitar 0, e terá sua denúncia registrada. Os dados da denúncia serão repassados à SPTrans, que realizará o mapeamento dos casos de abuso para colaborar com as investigações por parte das autoridades policiais e verificar se os operadores adotaram os procedimentos corretos.

Últimas